segunda-feira, 10 de julho de 2017

Os bastidores do Titans no draft


O draft sempre rende as melhores histórias da NFL. Durante um período muito curto de tempo, as equipes precisam tomar decisões que vão impactar o seu futuro e de outras várias franquias. Escolhas que parecem certeiras podem jogar alguns times no limbo, já vários picks que ninguém dá a mínima são capazes de revolucionar o esporte.

Como já disse aqui algumas vezes, eu gosto de dividir a história da franquia Houston Oilers/Tennessee Titans em três. A primeira é entre 1960 e 1996, quando a casa da equipe foi a cidade de Houston, no Texans. Nos anos de 1997 e 1998, o time já jogava no estado do Tennessee, mas em estádios alugados e sem ligação alguma com a sua nova torcida. A partir de 1999, quando o nome Tennessee Titans passou a ser usado, a franquia deu um reset e começou a sua própria jornada.

No início de maio, o Titans se desligou de um personagem que participou de todos os drafts dessa nova franquia. Ex-olheiro, Blake Beddingfield (imagem) foi subindo aos poucos até chegar ao cargo de Diretor dos Olheiros, uma espécia de braço direito do GM. Em entrevista à rádio The Midday 180, de Nashville, Beddingfield revelou valiosos detalhes de todos os drafts do Titans. Eu separei os principais deles e fiz as minhas observações. Confira:

* Titans paga o PFF

Verdeiro dinheiro de pinga para uma franquia da NFL. É preocupante que alguns times ainda não invistam tão pouco para obter informações importantes

*Pac Man Jones não era a escolha do time na sexta antes do draft. Ele não foi entrevistado pelos técnicos e nem visitou o CT do time. Titans estava cogitando selecionar Antrel Rolle, Derrick Johnson e Troy Williamson

Não há dúvidas de que o Pac Man era o melhor CB daquele draft. Fisher pensava que poderia manter o jogador de West Virginia longe dos problemas, mas isso não aconteceu. Na temporada de 2008 fez falta um CB do calibre do Pac Man. Na minha opinião, a pior escolha de first round já feita pelo Titans 

*Floy Reese, GM da era de ouro do Titans, era o responsável por todas as escolhas, mas algumas vezes ele deixava o Fisher definir quem seria o atleta selecionado 

Durante toda a entrevista o Beddingfield deixou claro a sua admiração pelo Resse. Ele foi um grande GM, o melhor da história do Titans

*Titans chegou a ligar para o Devin Hester dizendo que ele seria a escolha do time, porém Jeff Fisher e Norm Chow (OC na época), ambos de USC, acabaram pedindo pelo RB LenDale White 

Não sou um grande fã da escolha do Hester, mas é inegável que o White não funcionou aqui 

*Mike Munchak foi o HC do Titans que mais se envolveu no draft 

Não é à toa que os draft de 2011 a 2013 foram terríveis 

*Whiz acreditava que o Zach Mettenberger podia ser titular do Titans, por isso era a favor da escolha do Amari Cooper 

Essa foi uma declaração “bombástica”. Em Nashville sempre se disse que o Whiz que pediu a escolha do Mariota, porém o Beddingfield afirmou que o Webster bancou a sua escolha desde o início

*War Room do Titans tinha o Mariota a frente do Winston no board de 2015. Se Tampa escolhesse o Mariota, Winston seria a escolha do Titans. Time passou muito tempo com ambos os QBs. Todos ficaram impressionados com a forma que o MM8 lidou com o playbook do time em um encontro com o Whiz 

Webster realmente achava que o Titans deveria sair do draft de 2015 com o seu Franchise QB 

*Em 2002, o Titans iria selecionar o center LeCharles Bentley, mas ele acabou indo para o Saints, apenas uma escolha a frente da nossa. A War Room ficou desolada 

Me deu vontade de chorar quando ouvi isso. Bentley foi um center fenomenal na NFL e teria sido fantástico tê-lo no Titans quando o time era excelente

*Jevon Kearse estava entre os três melhores jogadores do board do Titans. O time fez tudo para subir no draft e não conseguiu, porém ele acabou sobrando no pick 16 

Sem sorte não se chupa nem um Chicabon, como diria Nelson Rodrigues

*Para o Blake Beddingfield, o Chris Henry foi a escolha mais nonsense da história do Titans 

Pick absurda, baseada em sabe-se lá o quê

*Locker era tudo o que você deseja em um QB. Ele tinha muitas similaridades com o McNair, por isso Munchak gostou dele 

Munchak ...


Nenhum comentário: