sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Jogo #8 - Titans 36 x 22 Jaguars

Sinceramente, precisávamos dessa vitória. E foi bonita ... quando até o time de especialistas do Titans faz boas jogadas, significa que o Universo conspirou em seu favor ... O jogo, de fato, acabou  quando vencíamos a peleja por 36 x 8. No quarto quarto entrou a galera do terrão e os números do Jaguars inflaram (o que chamamos de garbage time), entretanto, nesse momento, como diria meu ex-professor Otávio Carpinteiro: "Inês já era morta!", e não vou considera-lo aqui.

Foi uma vitória na qual o time jogou muito bem nas três fases da bola ...

A primeira coisa que a defesa fez, e vem fazendo com eficiência, foi matar o jogo corrido. Ivory e Yeldon foram limitados a 7 carregadas para 26 jardas, Bortles acrescentou 4 corridas para 22 jardas, é claro que sair muito atrás no placar, limita o número de corridas, mas isso só aconteceu por que a defesa saiu de campo rápido no início do jogo. No fim da história, como defesa, você quer tornar o time adversário unidimensional, isso foi um sucesso tremendo (eles tiveram 11 corridas e 54 passes) e por incrível que pareça, Valentino Blake e Brice McCain não comprometeram quando os Jaguars vieram para os passes. Saímos ilesos, os WRs adversários não encontraram o ritmo. O nosso front seven dominou o jogo e, fim de papo!
O ataque passou por cima Murray jogou o fino da bola, como sempre, Henry contribuiu com 97 jardas totais (60 correndo e 37 recebendo bolas) e um TD. A OL dominou a linha, abrindo espaço para o jogo corrido e dando o tempo necessário para que Marcus Mariota pudesse fazer seus lançamentos, que por sinal estiveram em um nível altíssimo, ele acertou 18 de 22 passes, com dois TDs e sem turnover ... Wright, Walker e Matthews jogaram bem novamente e os demais recebedores contribuíram.

O time de especialistas não comprometeu. Recuperou um fumble e pegou um on-side kick (já no garbage time). Foram bem ... finalmente.

Constatações que julgo importantes:
1 - Quando Mariota joga bem, realmente é difícil parar o time. Não estou afirmando que vamos ganhar sempre que ele jogar bem, mas isso nos dá uma boa chance a cada semana.
2 - Temos 40% da OL titular fora, mesmo assim, eles têm jogado em alto nível, e aí eu vou atribuir isso ao OL coach Russ Grimm e ao GM, que realmente trouxe atletas melhores para a reserva.
3 - A medida que os times começam a temer o nosso jogo corrido, temos condições de passar a bola, e aquelas bolas que viajavam mais de 20 jardas e que Mariota não acertava de forma alguma, estão começando a entrar (duas bombas no jogo contra Browns, uma contra Jaguars e contra Colts uma passou perto).
4 - Com 8 jogos estamos 4-4, sem dúvidas, melhor que o ano passado. Prá mim o mais importante é que não houve um jogo no qual não tivemos chance de vencer e isso é um grande salto com relação aos últimos anos desse time.

Espero que façamos a segunda metade da temporada tão bem (sim, foi bem) quanto a primeira, e que o time continue a evoluir. Não se iluda, falta talento nesse time, mas acho que estamos no caminho certo.

Que venha o Chargers - Go Titans!


Só uma amostra:



segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Jogo #7 - Titans 26 x 34 Colts

O Colts viajou à Nashville com o corpo de WRs quebrado, com o TE reserva, com a OL quebrada, com defeitos conhecidos por toda a liga no pass rush, com o orgulho ferido pela derrota de cortar o coração para os Texans, ouvindo a semana inteira que perderiam para o Titans e com uma vontade IMENSA de vencer ... eles trouxeram Luck, Gore, Hilton e o ex Titan Jack Doyle ... acabaram com o jogo.

O Titans perdeu uma grande chance de acabar com a freguesia de nove jogos para o Colts, mas, perdemos o décimo. O que houve? O Colts foi melhor ... simples assim!

A defesa do Colts não conteve o nosso jogo corrido, entretanto, Mariota não estava em um bom dia e para que as corridas sejam eficientes, o time tem que ficar em campo em terceiras descidas ... Mariota perdeu algumas terceiras cruciais. Perdeu alguns recebedores livres no fundo do campo, mas principalmente sofreu um fumble no momento em que o time deveria virar o jogo.

Esse foi, sem dúvidas, o pior jogo da temporada, ok, eles correram para apenas 81 jardas, entretanto, Luck colocou Hilton, Doyle e cia (TEs reservas) no jogo. Hilton (133 jardas + TD) bateu todos os nossos CBs diversas vezes, TODOS ... Doyle torturou os ILBs (78 jardas + TD), principalmente Avery Williamson e Sean Spence ... foi uma festa ... O pass rush foi praticamente inexistente, e quando entrou, os defensores de intermediaria do campo estavam tão preocupados com os TEs, que não estavam em posição, permitindo arremessos para Frank Gore e a corrida do Luck.

O Time de especialistas continua o mesmo, péssimo! Primeiro perdemos um chute de ponto extra, sabe quantas vezes os caras praticam isso na semana? "Centenas de vezes ..." (Mike Mularkey). O HC disse que a defesa de On side kick foi treinada e mais, disse que ele avisou ontem e pouco antes da jogada que viria naquele instante ... mesmo assim, nosso time não fez a jogada, e aí, tivemos que sair do planejamento inicial de jogo, ou seja ... no fim, não conseguimos recuperar o on side ...

A verdade é que fomos dominados nas três fases da bola, e como chegamos ao fim disputando o jogo? Colts cometeram faltas em momentos chave que nos mantiveram no jogo, fora isso, deveria ter sido uma surra.

A divisão está assim:

Texans 4-2 (jogam amanhã)
Colts 3-4
Titans 3-4
Jaguars 2-4

Quinta tem mais ... precisamos de aprender a vencer na divisão ... Espero, sinceramente, fazer uma publicação na sexta feira de nossa vitória!

Go Titans!

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Evolução? Sim - Evolução 3-3 ...

Por motivos técnicos não pude postar matérias aqui (novamente, desculpem o hiato)!

A verdade é que, por incrível que pareça, estamos 3-3! Três vitórias foi o que tivemos ano passado, e se Marcos Mariota tivesse umas bolas de volta, poderíamos estar, 4-2 ou 5-1 (deixa eu ser torcedor e exagerar um pouco).

A pergunta é: o que aconteceu para que vencêssemos estes jogos?

1º - Até que o Titans  vençam times considerados bons, vão afirmar que vencemos times fracos, mas evoluímos, por que nos dois últimos anos perdíamos para times fracos. Esse ano, competimos contra bons times até o fim e vencemos os times mais fracos ...

2º - A defesa continua melhorando! A secundária que é, nosso ponto fraco nesse lado da bola, tem melhorado, o calouro Byard está aumentando o seu tempo em campo, e está sempre perto da bola. JMac está voltando à velha forma e com isso os QBs não podem lançar na primeira leitura, isso dá chance do nosso pass rush chegar ao QB, e foram 12 sacks nesse último jogo, fora os Hits e os Hurries que coletamos ... A defesa contra o jogo corrido está bacana também ...

3º - Mariota minimizou os erros nessas duas partidas e, além disso acertou. São sete TDs (seis passando e um correndo) contra uma interceptação nesses jogos.

4º - A OL continua jogando bem, principalmente os OTs ... Lewan é considerado o melhor LT da liga atualmente, não cedeu sack, hit ou pressão nessa temporada ainda, é o segundo em jogo corrido ... Conklin, o calouro, está entre os três melhores RTs da liga ...

5º - O jogo corrido continua bem. O mais interessante é que nessas duas últimas semanas vimos Mariota fazendo parte do mesmo, com corridas desenhadas prá ele e alguns read options, que ele fazia tão bem em Oregon. Murray é um monstro!

6º - O Kendall Wright voltou e no jogo contra o Browns recebeu 8 bolas para 133 jardas ... se ele continuar assim, podemos ter um WRs ...

Mas, o que falta?

1º - Talento! Posições com WR, CB e ILB precisam de upgrade.

2º - Velocidade! Tanto no ataque quanto no time de especialistas ... prec
isamos de velocidade, mas não vamos conseguir isso esse ano.

3º - Mais jogadas longas, como o TD do Wright de 48 jardas num passe lindo de Mariota ou a corrida inicial de 30+ jardas do nosso QB, uma interceptação ou fumble retornado para TD ... jogadas que fazem os outros times respeitarem e planejarem melhor para jogarem contra o seu time.

A comissão técnica também, embora criticada por aqui, definiu um estilo e estão jogando de acordo com o mesmo ... É bonito de ver? Não!!!!! Mas, é funcional! Tenho visto um monte de corridas e jogadas criativas em corridas, principalmente, com 3 OTs, 3 TEs etc ... e vencendo, tudo bem prá mim, pelo menos esse ano!

Podemos continuar vencendo: pegamos Colts e Jaguars (quinta que vem) em casa, Chargers fora ... são jogos vencíveis e eu espero que vençamos os três ... Se Mariota continuar jogando bem, temos chance ...

Sonhar, não custa nada ... Discutamos ...

Go Titans!

Titans a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA)

Depois de algumas semanas, meu computador voltou à vida ... desculpem o hiato!


Tim Shaw, jogador do Titans de 2010 a 2012, servindo principalmente como atleta do time de especialistas, sendo capitão desse em 2011 e 2012. Em 2014 declarou que foi diagnosticado com ELA. No período de Training Camp, Shaw deu uma palestra no QG do time, o impacto nos atletas e comissão técnica foi grande e imediato. O front office, logo tratou de torna-lo um membro do Tennessee Titans para a vida toda.

Mike Mularkey, o Head Coach do time, então apresentou a ideia ao atletas dizendo que fará uma doação para a ALS Association (Associação que ajuda portadores de ELA a qual Tim Shaw é associado) a cada TD dos Titans cuja bola for doada a uma criança no estádio (em casa ou como visitante).
A instituição, Tennessee Titans, então disse que fará a mesma doação que Mularkey fizer, dobrando a colaboração para com a ALS Association ...

E é por isso que vemos hoje os nossos atletas, normalmente os OLs, entregando as bolas dos TDs às crianças do estádio, ajudando a sociedade e fazendo o dia dessas crianças um pouco mais feliz ...

Como não amar o Futebol Americano?

Go Titans!

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Jogo #4 - 2016 - Titans 20 x 27 Texans

Então ... mais um jogo apertado, consegui revê-lo hoje. E é notória a regressão na qualidade do QB Mariota.

É claro que falta talento nos WRs, mas era assim também ano passado, e ele ia bem ... pior, ano passado a OL não estava jogando tão bem e o jogo corrido era, de fato inexistente (Murray tem jogado bem demais).

É visível que Marcus Mariota não está confortável no novo sistema e isso é culpa dos técnicos. Sou da teoria que um forte jogo corrido terá vantagens sobre as atuais defesas, leves demais, da NFL, entretanto, se os times sabem que podem deixar os recebedores ilhados contra os CBs, eles colocarão muitos (normalmente, 8, 9 e até mesmo 10) defensores no box. Jogamos com formações fechadas demais (veja figura acima), com isso as defesas lotam o centro do campo. Têm menos áreas do campo a defender e são, teoricamente, mais efetivos contra o jogo corrido.

Essas formações fechadas também são ruins para passar, por que os adversários sabem as rotas serão, normalmente, para as laterais, então, posicionam os DBs negando-as, resultado, nossos WRs estão sempre bem marcados, dobrados pela linha lateral ou pelos Safeties/LBs no centro do campo. O QB não tem muito o que fazer ... não mesmo, a não ser jogar a bola prá fora ou correr pela vida. Acho que, diante desse cenário, Mariota tem tentado fazer algo acontecer, e, consequentemente, péssimas decisões são tomadas e o resultado é a confiança do nosso QB do futuro indo para o ralo ... claro que isso deve ir para a conta dos Técnicos. As chamadas ofensivas são horríveis!

A defesa não está comprometendo e é, de fato, junto com Murray (e OL), a razão pela qual estamos competindo até o último quarto nestes quatro jogos. Entretanto, Williamson está sendo morto pelos TEs, e contra os Texans não foi diferente. Outra coisa questionável é a estratégia defensiva, que na minha visão tem sido a seguinte: "Coloque em cheque o melhor jogador do time adversário, e teremos uma chance de vencer." ... no primeiro jogo matamos Adrian Peterson (média de jardas corridas menor que 2 - Riggs nos matou WR #14), contra o Lions fomos atrás do Stafford (sacks pressão de tudo quanto foi lado ...), contra o Raiders tiramos Amary Cooper do jogo (Crabtree WR  deitou e rolou) e ontem jogamos contra o Hopkins (Miller teve o jogo da carreira) ... precisamos jogar contra o ataque darmos uma atenção maior aos melhores jogadores, pq isso é NFL e alguém vai entrar no jogo e matá-lo se estiver livre. Mesmo assim, a defesa não está indo mal ...

As faltas ainda são um fator importante, demos quase 100 jardas em faltas.

E o Time de especialistas foi tão mal que o técnico, Bob April, foi demitido na última segunda. Tivemos uma falta de doze jogadores em campo que transformou um punt num field goal (3 pontos) e um punt retornado para Touchdown (7 pontos). Foram 10 pontos, cedidos pelo ST, que fizeram falta demais na conta final do jogo.

A verdade é que Mularkey não está indo bem e para que isso mude ele tem que entregar o time para Marcus Mariota, se não o fizer, não ganharemos 5 jogos nessa temporada ... Tá difícil de torcer ... 

Go Titans.