quinta-feira, 30 de abril de 2015

Predizendo o Draft

Vamos à minha previsão anual do Draft - faz tempo que não acerto um pick ...

Pick #2 - Marcus Mariota (QB) - Quando se tem a chance de draftar alguém que pode vir a ser o QB da sua franquia por dez, quinze anos, você tem que fazer acontecer e se não der certo, não deu, pelo menos você como GM, fez a coisa certa.

Pick #33 - Jaelen Strong (WR) - Nossos QBs precisam de talento e um cara grande para receber a bola, Jaelen Strong pode ser este cara.

Pick #66 - Daryl Williams (OT).
Pick #100 - Mitch Morse (C/G)
Pick #141 -  Tony Washington (OLB)
Pick #177 - Ellis McCarthy (NT)
Pick #208 - Ladarius Gunter (DB)

Go Titans

Possível Pick #2 - Outras opções

Então, esse é um draft que eu não sei bem o que vamos fazer, confesso, isso se dá por dois motivos:
1º - Temos problemas em tudo que é lugar do campo, qualquer jogador pego no pick #2, em qualquer posição deveria melhorar o time e entrar jogando sem muita dificuldade para bater a concorrência.
2º - Não existe um consenso sobre que jogadores são os melhores neste draft. Cada analista diz uma coisa, cada time acredita em um atleta. Verdade é que o nível de talento deste draft não é excelente (péssimo ano para ser Pick #2), mas encontramos um ou dois bons talentos neste draft.
Pensando nisto além dos QBs e de Leonard Williams, o que o Titans poderia fazer com este pick tão precioso:

a - Amary Cooper (WR). O garoto não tem os melhores atributos físicos, mas é produtivo contra boa competição e experiente. https://www.youtube.com/watch?v=gjHOM1TW1xA 

b - Kevin White (WR). Possui os atributos físicos, mas não tem muita experiência, não corre rotas de forma precisa como Cooper, mesmo assim é excelente, rápido e forte. https://www.youtube.com/watch?v=PPkiSl3jEbQ

c. Pegar um dos OLBs (Dante Fowler ou Vic Beasley) - Acho que dificilmente pegaremos um OLB no primeiro round (embora, quase certamente vamos pegar um no Draft).

d. Arrumar um trade down. Subir para o pick #2 tende a ficar caro para os times adversários. Rumores são que Browns, Eagles, Chargers e até mesmo Jets e Rams estão atrás deste pick, se eles puderem pegar Marcus Mariota (QB). Dependendo do que formos receber, talvez consigamos talentos excelentes e bons picks.

Go Titans!

sábado, 25 de abril de 2015

Possível Pick #2 - Leonard Williams (DT)

Desafio a você a se lembrar da última vez que tivemos uma defesa realmente dominante ... a resposta é temporada de 2008 - o ponto forte desse time era a defesa, que era ancorada pela DL que tinha os seguintes membros: Jevon Kearse - Tony Brown - Albert Haynesworth - Kyle VanDen Bosh. Nunca mandávamos blitzes por que não era necessário. Haynesworth e Vanden Bosh dominavam o jogo, Brown era um cara extremamente técnico e Kearse era bom em fechar espaços.

O corpo de LBs era, no máximo, interessante e a secundária contava com Reynaldo Hill e Nick Harper, sinceramente, não importava por que os QBs não tinham tempo hábil para forçar as bolas nestes caras ... bons tempos!

Uma DL dominadora eleva o jogo de toda a defesa e todo time tinha que se preocupar com isto antes de montar a defesa como um todo. Temos um DL dominante - Jurrell Casey (DT) e temos a chance de pegar o perfeito complemento para ele: Leonard Williams. Nenhum dos dois é Haynesworth, mas os dois juntos, certamente serão um desespero para as defesas.

Leonard Williams tem o tamanho correto, força, agilidade, bom trabalho de pernas, sabe utilizar as mãos (apesar de muitas vezes eu ter visto ataques diretamente com o ombro que facilitava aos OLs dominá-lo visto que sua área funcional fica extremamente reduzida). Mostrou problemas com o primeiro passo algumas vezes, mas uma vez que ele começava a se mover ... o moleque é muito rápido em campo espaços pequenos. Excelente contra o jogo corrido, bom em ir atrás dos QBs.


Williams é 5 tech (que alinha em frente/externo ao OT) em uma frente 3-4 (com 3 DLs e 4 LBs) e pode, junto com Casey, alinhar como 3 tech (entre o G e o OT) em jogadas Nickel, nas quais utilizamos frente 2-4 (2 DLs e 4 LBs).

Esse é, discutivelmente, o melhor defensor do draft e a nossa defesa ano passado foi uma mãe.

A história é a mesma que eu escrevi aqui (http://titansbrasil.blogspot.com.br/2014/05/o-caso-de-aaron-donald.html) ano passado com relação a Aaron Donald (que por sinal foi para o pro bowl). Não acho Leonard Williams melhor que o Donald, mas pode resolver o problema da defesa contra o jogo corrido e melhorar, junto com, Orakpo, Morgan e Brown (exatamente veremos um monte de blitz pelo meio chegando no QB - em 2014 chegaram poucas), o Pass rush.

Esse seria o meu pick nesse draft, com certeza, por que no pick #2 você tem que encontrar um cara capaz de mudar o jogo e que vá direto para o time titular. Temos bons DEs no time, mas nenhum é igual a este garoto. Como o GM está com a corda no pescoço, acho que vão pegar um QB, infelizmente!

Go Titans!

Possível Pick #2: Jameis Winston (QB)

O melhor jogador Universitário de 2013 está fortemente cotado para jogar em Tampa. É quase unânime pela imprensa e especialistas em draft que os Buccaneers irão escolhê-lo com o pick #1 semana que vem. Por que?
  • Winston me parece um líder fortíssimo, e talvez seja essa a melhor qualidade deste QB. Assisti a alguns jogos e ele tem todo o elenco ao seu redor. O moleque é um imã e não faz muita força. Tem um vídeo dele no Grudens Camp, só jogador cascudo e no fim do vídeo ele já domina o Huddle. Dá prá ver que os WRs querem ficar livres prá ajudá-lo, isso em uma hora em campo? por aí ... impressionante;
  • Vitorioso. Nos dois anos nos quais foi o titular da posição em FSU perdeu apenas um jogo.
  • Opera bem a partir do centro (QB colado no Center). Embora a grande maioria das jogadas de FSU começassem no Shotgun (com o QB a aproximadamente 7 jardas do center), ele jogava bem quando o ataque assumia uma postura mais parecida com o Pro Stile, o que não é comum para QBs que jogam basicamente em ataques Spread. Isso é importante por que a transição será menos dolorosa.
  • Usa bem o Pocket. É bom dar uma olhada no jogo de Jameis x Florida. Ele lança quatro interceptações nesse jogo (claro que isso não é bom), mas o que é interessante é como o Pocket está caindo ao seu redor, Florida coloca muita pressão no QB, e mesmo assim ele usa os espaços sobrando prá fazer bons arremessos de dentro do Pocket.
  • Não é uma estátua. Se preciso for ele corre, e bem. Mas não é um QB que vai pensar em correr antes de lançar.
  • Tem todas as características atléticas que você pode esperar de um QB. Alto, forte, com um braço excepcional e extremamente atlético.
  • Bom percentual de passes completos (66.6% - quase 8000 jardas lançadas em dois anos).
Highlights:


Você assiste aos vídeos desse garoto e fica louco: a produção está lá, o braço está lá, a liderança está lá, tem algumas coisas prá acertar, mas ele estará pronto para liderar um ataque da NFL em Setembro, com certeza. E aí vem a pergunta, mas o que poderia fazer com que Tampa e Tennessee corressem deste cara? Vamos lá:
  • Problemas extra campo: o garoto não é um modelo de cidadão. Já foi pego roubando, assediou (não tem uma boa palavra prá assault) mulheres, foi suspenso de pelo menos dois jogos pelos técnicos ... é imaturo, e isso é uma bandeira vermelha. Você não quer perder jogos por que o QB foi suspenso devido a problemas comportamentais. Você não quer a imagem da sua franquia atrelada a isso;
  • Tomada de decisão. John Gruden pergunta: "Winston por que tantas interceptações? Por que 18 e não 12, 14?" e ele responde: "Eu arrisco bastante tentando antecipar a defesa!". Na NFL você está morto se tomar decisões erradas contra os Safeties. Eles vão pegar 1500 interceptações e não apenas 18. Isso é trabalhável? Sim. Nos vídeos ele mostra que entende bem os conceitos, então os técnicos devem ser mais determinantes com relação às chaves (keys) que levam a fazer um arremesso ou outro a partir dos conceitos adotados pelo ataque. Outra coisa que ele vai ter que aprender a manipular o Safety com os olhos, caso contrário ele está morto na NFL.
  • A Mecânica precisa ser trabalhada. As pernas não alinham corretamente com a direção do lançamento, o reset é problemático, o garoto tende a usar demais o braço em detrimento ao uso do corpo como um todo.
  • São dois anos de Experiência como QB titular, não é muito.
Uma análise bem legal que mostra que nem tudo são flores para Winston.



Na minha opinião existem muito mais prós do que contras em draftá-lo e não acho que Tampa vai deixar esse garoto passar, entretanto, como eu disse no posto anterior, Draft não é uma ciência exata, e os caras de Tampa podem ter visto algo que foge aos nossos olhos, e eles podem passar. Se isso acontecer, acho que o Front Office vai saltar no colo do garoto. Guardadas as devidas proporções, esse Winston me lembra o Big Ben e em alguns momentos, o grande Steve McNair (RIP) no fim da carreira, não tão móvel, mas ainda forte como um touro, lançando bombas no fundo do campo com dois caras pendurados no seu cangote. Whiz deve estar babando por ele, por que ele rodaria nosso sistema de ataque no dia 1, sem maiores problemas.

Se Tampa passasse e eu fosse o GM, pegaria na hora esse garoto, oraria muito para que ele não fizesse merda fora de campo, não olharia para traz e, certamente, seria feliz.

Go Titans!

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Possivel Pick #2: Marcus Mariota (QB)

Não se ganha na NFL sem um bom QB!
Toda franquia da NFL está atrás de um QB que fique na mesma por dez anos ou mais, é o que chamamos de "Franchise QB". Talvez tenhamos uns 16 destes na NFL atualmente, e, sei lá, uns seis ou sete indiscutíveis. É um item extremamente difícil de se encontrar por aí.
Normalmente estes caras não passam do primeiro round (vide: Peyton Manning, Ely Manning, Matt Ryan e Aaron Rodgers). Raramente, com um pouco de sorte, são encontrdos fora do primeiro round (vide: Drew Brees, Tom Brady e Russel Wilson), mas a verdade é que toda Franquia quer ter o seu, e eles simplesmente não estão disponíveis a todo momento.
Neste ano, por exemplo, existem dois prospects (atletas a serem escolhidos por times da NFL), isso mesmo, apenas dois, que podem vir a ser (não existem garantias, neste caso) "Franchise QB" (chamaremos de QB), James Winston e Marcus Mariota.
A imprensa especializada dá como certa a escolha do Tampa Bay Buccaneers (primeiro time a escolher neste Draft) por James Winston, sobrando na mesa, Marcus Mariota. O que torna Mariota tão atraente para o Titans?
 
  • Mariota é um garoto de excelente carater;
  • Porte Fisico perfeito para a posição;
  • Boa Liderança;
  • Com boa experiência no College, são três anos de titularidade na Universidade de Oregon, liderando um time vencedor;
  • Teoricamente, toma boas decisões (105 TD de passe vs 14 interceptações - detalhe não havia, em Oregon, um Recebedor Top);
  • Bom corredor (são 2273 jardas corridas e 29 TDs terrestres);
  • Bom percentual de passes completados (são 779 passes completos em 1167 tentativas - que dá quase 67% de acertos).
  •  
Aqui alguns Highlights:
 
 
Como não comprar o talendo do gartoto. Os números, os técnicos, a aptidão física, as entrevistas, os companheiros de equipe e tudo que se tem falado deste garoto, escolhido como o melhor jogador Universitário em 2014, pela mídia americana, nos leva a crer que ele será uma boa escolha, e um futuro Franchise QB.
 
Entretanto, ser QB na NFL não é uma ciência exata, e este é o problema. Existem alguns sinais que vão contra Mariota, tais como: 
  • o sistema ofensivo de Oregon era rodado do Shotgun e o trabalho de drop back é, praticamente, ignorado neste caso. Mesmo no shotgun, com drops curtos, observamos que há um grande trabalho a fazer alí; 
  • o sistema de Oregon é trabalhado para que, com poucas e simples leituras da defesa, o QB consega achar um recebedor livre, e era bem eficiente nisso e caso não encontre ninguém, normalmente existe uma raia para corrida do QB;
  • a mecânica de lançamento não é, nem de perto, a ideal e aí quando se coloca os vídeos de jogos (não os videos de Highlights) encontramos um monte de arremessos que um QB top, no nível que se deseja para a NFL, não deveria errar no College;
  • a transição para um sistema ofensivo como o nosso com um monte de leituras pré e pós snap, não é uma tarefa simples;
  • nossa experiência com QBs Elusivos (que saem do pocket e correm) não têm sido boa (Vince Young e Jake Locker), e estou disconfiado que o HC quer um QB que consiga jogar do Pocket não sei se Mariota pode fazê-lo com eficiência, ou quanto tempo levará para aprender isto
Aqui um estudo bem legal onde nem tudo é essa maravilha:
 

 
Esse garoto pode ser bom, mas tem bandeiras vermelhas em seu jogo e o nosso sistema ofensivo não irá ajudá-lo.

Como nosso GM está com a corda no pescoço, acredito que ele não vá perder a chance de draftar um potencial Franchise QB. Sendo assim, acho que se Mariota estiver lá no pick #2, vamos pegá-lo.
 
Eu não o draftaria por que, prá mim, um pick tão alto é prá chegar e jogar e não ser desenvolvido, o que certamente vai acontecer com Mariota, tem bastante trabalho à fazer. Mas compreenderia essa escolha e a mesma não me chatearia tanto assim.
 
Go Titans! 

Momento de Definição: Draft - 2015

Falta menos de uma semana para o Draft, dia de escolha de novos jogadores. Este dia é extremamente importante, por que uma franquia de sucesso é construída a partir dos atletas selecionados no Draft e não naqueles adquiridos no período de Free Agency (ou Janela de Transferência). Os últimos fortalecem o elenco, mas a base do time deveriam ser os "draftados".
Draftar mal coloca a franquia atrás das outras, e o efeito de se draftar mal é sentido por anos. Esse é um dos principais motivos de estarmos tão ruins a tanto tempo, nossas escolhas de draft têm sido duvidosas desde 2005 (quando escolhemos Packman Jones e poderiamos ter pego Aaron Rodgers - só prá exemplificar). Só prá se ter noção, as duas primeiras escolhas de cada ano:
 
2005-1: Packman Jones (CB) - Preso várias vezes, um monte de rolo. Não continuou com a franquia.
2005-2: Michael Roos (LT) - Excelente escolha: aposentou-se ano passado).
2006-1: Vince Young (QB) - Péssima escolha - esse era o QB para substituir Steve McNair, deveria ficar 10 anos na franquia.
2006-2: LenDale White (RB) - Como o Front Office escolheu esse garoto ao invés de Maurice Jones Drew? Como você tem tôdos os vídeos, faz diversas entrevistas e não identifica alguém de talento maior que vai para o adversário e acaba com a sua vida. White ficou três temporadas na franquia. Drew jogou 9 pelos Jaguar e nos torturou a cada jogo disputado.
2007-1: Michael Griffin (FS) - Boa escolha. Embora muitos não gostem, ele é um dos melhores FS da NFL.
2007-2: Chris Henry (RB) - Bust (falha) Total.
2008-1: Chris Johnson (RB) - Boa escolha - nos deu 3 bons anos - pena que acabou rápido o garoto.
2008-2: Jason Jones (DT) - Boa escolha - nos deu 4 bons anos atormentando as defesas adversárias, mas era um DT pequeno para a posição (tipo Karl Klug) embora fosse extremamente técnico.
2009-1: Kenny Britt (WR) - Péssima escolha - nunca se firmou no time, se machucou várias vezes, foi preso outras tantas. Problemas demais para uma primeira escolha. Está com os Rams.
2009-2: Sen'Derrick Marks (DT) - Boa escolha, mas os técnicos não sabiam como usá-lo. O cara está tendo sucesso desde que deixou o Titans no vizinho (Jaguars).
2010-1: Derrick Morgan (DE) - é bom, mas não produz sacks. Renovamos por mais 4 temporadas.
2010-2: não tivemos.
2011-1: Jake Locker (QB) - Péssima escolha. Na verdade, acho que demos azar nessa. Era o garoto certo que não conseguiu ficar saudável, e nos atrasou mais uns 5 anos.
2011-2: Akeen Ayers (OLB) - Escolha ruim. O garoto tem talento. Mas não conseguimos fazer com
que ele produzisse. Mandamos o garoto para os Patriots e estes mandaram para os Rams.
2012-1: Kendall Wright (WR) - Boa Escolha.
2012-2: Zach Brown (ILB) - Boa Escolha
2013-1: Chance Warmack (G) - Ainda está devendo, mas parece que será bom.
2013-2: Justin Hunter (WR) - Devendo muito. Não é o cara dominante que achamos que seria.
2014-1: Taylor Lewan (OT) - Parece que vai ser bom.
2014-2: Bishop Sankey (RB) - Não me encheu muito os olhos, mas pode ser bom ainda.
 
OK, atletas com o Jurrell Casey, Jason McCourty, Cortland Finnegan, Avery Williamson, Big Country etc foram draftados, em escolhas tardias e são/foram produtivos para o time, mas espera não errar nos picks 1 e 2. Esses caras são aqueles nos quais deveríamos apoiar a construção de um time de Futebol Americano (vide Green Bay Packers), e não temos tido sucesso com isto ultimamente.
Se acertarmos esse ano, poderemos ter um time competitivo por mais 5 ou 6 anos, se errarmos, vamos ficar agarrados por mais 3 ou 4, com certeza.
Então, hoje e amanhã colocarei o que eu acho que devemos fazer nesse draft e espero que comentem e que possamos discutir por aqui sobre o nosso Titans.
 
Forte abraço.
 
Go Titans.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Conheça o caminho do Titans em 2015

Desde o final da temporada 2014 já sabíamos que o Titans ia encarar a partir de setembro, mas esta noite, a NFL divulgou a sequência desses jogos. Como nos dois últimos anos, faremos a nossa estreia fora de casa, agora contra o Tampa Bay, equipe de pior campanha no ano passado. Em seguida mais um jogo longe de Nashville, até que entre 27 de setembro e 25 de outubro, o time não deixará o estado do Tennessee. Dentro desse período vamos ter uma semana de bye. Confira o calendário completo: