quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Titans 23 x 17 Jaguars e vamos torcer para ...

Desculpe galera, estou meio sem Internet por aqui, mas vamos falar de Titans!
O jogo de domingo não foi bonito, Matt Hasselback estava muito afim de entregar o jogo, mas Jared Cook (com 169 jardas) e a defesa, que continua a progredir (acho que estamos a um DE e um SS de ser uma boa defesa ano que vem) seguraram o jogo.
Por incrível que pareça ainda temos chances nos playoffs, é evidente que o time é inconstante demais, principalmente no ataque, e temos que torcer por um monte de resultados, mas quem diria que isto seria possível em Abril deste ano???
Vale lembrar que estamos nesta situação por que perdemos três jogos de quebrar o coração: para os Jaguars na primeira rodada, entregamos um jogo que estávamos ganhando de um milhão a zero no primeiro tempo contra os Bengals e colaboramos com a campanha dos Colts cedendo aos mesmos a primeira vitória da temporada (um time que perde para os Colts quando necessita ganhar, não merece ir aos playoffs), se tivéssemos ganho estes três jogos estaríamos 11-4 com vaga garantida nos playoffs e brigando pela divisão sul (três tirambaços no pé)!!!
Então: temos que torcer para que mesmo? (se ganharmos dos Texans, evidentemente)
1: Bengals perderem + Jets ganharem + Raiders perderem ou empatarem.
2: Bengals perderem + Jets ganharem + Denver perderem ou empatarem.
3: Bengals perderem + Jets perderem ou empatares + Raiders vencerem + Denver vencerem.

Jogos (todos no domingo):
Titans x Texans (em Houston) - 16:00
Jets x Dolphins (em Miami) - 16:00
Ravens x Bengals (em Cincinatti) - 19:15
Chiefs x Broncos (em Denver) - 19:15
Chargers x Raiders (em Oakland) - 19:15

Minha bola de cristal:
Titans, Jets, Ravens e Chargers vencem (opção um), e vamos milagrosamente para os playoffs! Não merecemos, mas são coisas da NFL!

Go Titans!!!

domingo, 18 de dezembro de 2011

VERGONHA, TIME SEM VERGONHA

Desconheço uma partida tão ruim do Titans, desde 2000 assisto quase que todos os jogos e não me lembro de jogarmos tão mal como hoje. Alguém em campo hoje fez alguma coisa certa? Acho que apenas o Bironas cumpriu seu papel. Comentei no Orkut, se eu sou o dono do time ligava para o Mike Munchak logo após a partida e dizia em alto e bom som: “O senhor não é mais head coach dessa equipe, obrigado pelos serviços prestados, mas meu time JAMAIS perde para uma equipe 0-13. Boa sorte na sua carreira”
Levamos 20 pontos de um ataque liderado pelo Don Orlovsky, sim, aquele cara que saiu de campo, e marcamos apenas 13 pontos na pior defesa da liga, a mesma que leva uma média de 4 touchdowns a cada partida. O special times completou o show de horrores da tarde com o seu festival de faltas, só do calouro calouro Campbell contei 4, uma deles definitiva para o primeiro TD de Indianapolis.
Sério, estou envergonhado, não fizemos nada certo, entramos de salto alto e merecidamente fomos punidos.
Na primeira jogada ofensiva o Matt Hasselback acusou a contusão, o que fizemos? Nada, deixamos ele em campo e adotamos um playbook ridículo, corríamos nas duas primeiras jogadas e no 3rd down apelávamos para um screen pass. Essa tática não costuma funcionar, e não seria hoje que ela daria certo né? Temos o pior RB da liga, hoje eu prestei atenção no jogo do CJ2K para não falarem que é perseguição minha. O homem de 30 milhões de dólares não ganhou 1 jarda depois de sofrer contato, ou seja, ele não quebrou um tackle. Eu não vou mais falar da linha ofensiva, o trabalho deles é podre, sim é, mas com um RB assim não dá para culpar outra pessoa.
Sobre a defesa, faltou MUITA vontade, pass rusher inexistente, enfrentamos uma OL que beira o patético e não derrubamos o QB deles uma vez sequer. E aquele TD de 80 jardas? Quando precisamos deles não fizeram sua parte e comprometeram o resultado da partida.
A torcida não tem mais paciência com esses caras, em 7 minutos foram 410 comentários na nossa página oficial no facebook, todo mundo questionando o obvio, por que o Jake Locker não foi titular? Fácil demais, porque o nosso head coach é teimoso e parece ter herdado o que havia de pior do Jeff Ficher. Não é justo julgar o desempenho do calouro, qdo ele entrou a defesa do Colts jogava para não ceder big plays e aqueles passes até eu acertava, mas o titular foi terrível, as duas INT do Hass custaram a vitória, um TD para o Colts e um que não marcamos. Complicado né?
Minha opinião sobre o time é simples, se livra desse treinador e leva com ele o Chris Palmer, lugar de velho caduco é no asilo. E o CJ2K pode ir também, quando ele machucou não posso negar que comemorei, aqui se faz aqui se paga, está de má vontade, então que sofra.
Difícil dormir depois de hoje, complicado querer assistir mais uma partida depois dessa.

Go Titans

domingo, 11 de dezembro de 2011

Titans 17 x Saints 22

Vou ser sincero, quando esse jogo terminou eu só conseguia xingar o Chris Johnson, na verdade eu ofendi o nosso RB de 30 milhões de dólares. Porra, acompanhe o meu raciocínio, a sua defesa segurou um dos melhores ataques da liga, os nossos QB se mataram dentro de campo e ai vem o nosso RB com uma corridinha safada como aquela, mesmo após receber um passe vindo de u QB com uma perna, não suportei, falei todos os palavrões que existem, e se bobear até os que não existem. Pelo amor de Deus, vencer um jogo desse é um passo enorme para os playoffs, e além disso, é uma prova de que o trabalho de todo o time está sendo bem feito. Com todo respeito, mas perder de 50x03 ou de 22x17 é a mesma coisa. Fiquei puto, mas agora estou é magoado. O que fizemos para o Chris Johnson? Será que o time, os treinadores ou os fãs merecem corpo mole? E depois de tudo que fizemos por ele.
Tirando esse caso, o time jogou demais, estou orgulhoso da nossa defesa, principalmente dos nossos calouros. Klug foi decisivo com os seus sacks e o Casey nos manteve vivo ao desviar um passe do Bress. A secundária jogou demais, cedemos 2 TD, mas quem não permite isso para o Saints.
Sobre o ataque, não há o que falar, sem jogo corrido não vamos vencer adversários difíceis, podemos jogar 50 vezes, vamos sair com a derrota em todas as ocasiões. Os WR jogaram bem, mas os TE precisam entrar em campo. Sem Britt perdemos muito e naqueles dois últimos passes, não havia ninguém capaz de vencer um jogo ali. Acho que a jogada ideal era uma corrida do Locker. Sobre o calouro, foi emocionante ver como ele quase venceu essa partida. Houve alguns passes muito ruins, mas o TD foi uma jogada linda, resultado de uma passe além da perfeição. Fiquei orgulhoso do nosso time, e acho que todo torcedor compartilha desse sentimento. Acho que a temporada se foi, mas podemos vencer 9 jogos e vamos lutar muito para chegar até esse número.

GO TITANS!!!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Titans 23 x 17 Bills

Vencemos esta (na verdade as duas últimas) como todos esperavam que venceríamos osjogos este ano: um bom jogo corrido, uma boa defesa e um bom gerente de jogo (o QB). Esta deveria ser nossa fórmula, Titans Football. Bom que isto esteja começando a aparecer.
Estamos de volta na corrida para os playoffs, mas é um longo caminho (o que é bom, por que quanto mais longo, mais agente torce).
O jogo não foi bonito, mas CJ fez a diferença novamente correndo para 153 jardas. Matt Hasselback não tem jogado bem, entretanto tem sido eficiente. Damian Williams e Nate Washington (que se machucou no jogo) tem feitos as jogadas necessárias (apenas estas) e o ataque está dando pro gasto.
A Defesa melhorou bastante sem o Ruud (não consegui resistir, o correto seria dizer com a entrada de Colin McCarthy [abaixo], mas ...). A o interior da linha defensiva está jogando bem com Casey, Marks, Klug, Jones (nas decidas de pass rush) e eventualmente Smith, mas os DE não estão gerando os sacks esperados, mesmo assim a secundária está se virando bem. O meio da defesa esteve aberto o dia inteiro como sempre, não acho que seja um problema fácil de se resolver, embora McCarthy tenha melhorado a situação.
McCarthy é um caso a parte, o novato teve nove tackles, um fumble forçado (já é o segundo da temporada - só prá saber: quantos o Tulloch teve nos quatro anos que ficou por aqui??? Zero, nada, bolinha ...) e dois fumbles recuperados. O garoto sempre está em volta da bola, mas foi exposto contra o jogo aéreo ... ele vai melhorar, mas com certeza é um grande up grade com relação ao Ruud.
Avançamos para 7 x 5 e na briga por uma vaga de Wild card ...
Não sei como ganharemos dos Saints, mas não custa nada torcer. Vamos torcer!!!
Go Titans!

domingo, 27 de novembro de 2011

Titans x NFC South

Nas últimas três semanas, três duelos contra as equipes da NFC South, Carolina, Atlanta e Tampa Bay respectivamente. Mesmo jogando duas das três partidas fora de casa, saímos com o retrospecto positivo, porém, a disputa pelo titulo da divisão continua distante, ja que os Texans continuam vencendo, mesmo colocando o 3º QB em campo esse domingo. Sério, precisamos reconhecer, quando você sai vencedor com o reserva do reserva em campo é pq sua equipe ta jogando demais. O caçula da NFL corre como ninguém e tem uma defesa espetacular, capaz de aterrorizar qualquer QB da liga. Se todas essas perdas no ataque não fossem suficientes, o Houston também perdeu o Mario Williams, melhor defensor do seu elenco.
Voltando ao Titans, mais precisamente no jogo do último domingo, não tenho muito o que falar, na minha opinião novamente enfrentamos uma boa equipe e não vimos a cor da bola. O Falcons correu como quis, não sofreu pressão quando optava pelas jogadas de passe e ainda dominou o nosso ataque. É muito difícil parar o Michael Turner, o cara tem corpo de DE, mas aplicando os tackles corretamente é possível sim. Como esperado, com Rudd no meio da defesa não tem TE que não se destaque, e enfrentado o MELHOR de todos os tempos era uma tragédia anunciada. A defesa jogou mal, mas o ataque conseguiu ser pior, a linha ofensiva pífia como sempre não abriu espaços, e o CJ para variar passou vergonha. Quando Jake Locker entrou as coisas melhoraram, o garoto jogou bem, acertou bons passes e marcou dois TD, mas ainda é muito cedo para coloca-ló em campo.
Sobre o jogo de hoje, defini a partida como uma pelada, e foi mais ou menos isso que aconteceu. Foi difícil dizer quem errou mais, muitos fumbles, interceptações e outros erros que machucaram a vista de quem assistiu o duelo. Para nossa sorte, o péssimo Barrett Rudd não jogou, machucado, e no seu lugar entrou o calouro McCarthy. O MLB mais uma vez comeu a bola, terminando o jogo com uma INT e 10 tackles. A linha defensiva continua decepcionando, temos bons jogadores, mas o grupo não da liga, abusando da inconsistência e prejudicando demais o time. Na parte ofensiva o resultado foi inesperado, CJ correu para 190 jardas, o que não me convence, já que choveu o jogo todo, o que dificulta demais os tackles. Outra bizarrice foi o jogo do Matt Hasselback, 2 INT muito infantis, vários passes errados, porém com uma campanha vitoriosa no final.
Vale destacar também o desempenho do special times, Marc Mariani é um retornador especial, e fez junto com o Tommie Campbell uma das jogadas mais bonitas desde o Miracle em 2000 contra os Bills.
Continuo acreditando nos playoffs, mas a cada semana nossa situação fica mais complicada, precisamos vencer praticamente todos os jogos. Vamos lamentar demais aquela derrota para o Bengals, perdemos a vaga ai.

Abraçoss

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Titans 30 x 3 Panthers

A defesa se mostrou cedo e na primeira posse de bola dos caras conseguiram fazer com que os Panthers fossem rapidamente para o punt (tree and out), Mariani recebeu os bloqueios corretos e levou a bola para o TD pela primeira vez este ano. Logo em seguida, a defesa aplicou outro tree and out, bola na mão de Damian Williams (que fez o melhor jogo de sua carreira com 107 jardas recebidas) pegando todas as bolas arremessadas em sua direção, ele correu 45 jardas para o TD, e pronto estávamos com uma vantagem de 14 x 0 no primeiro quarto.
Na primeira campanha decente dos caras a defesa apareceu e, pela primeira vez, os nossos LBs jogaram uma partida decente este ano, Whitespoon força um fumble tackleando juntamente com Colin McCarthy o fumble foi recuperado por Akeem Ayers.
Cam Newtom segura a bola tempo demais e com isto nossos defensores puderam chegar até ele e sacá-lo (5 sacks, 12 pressões e 8 vezes o time bateu no calouro) principalmente na primeira decida, isto os limitou a segunda e terceiras para longas distâncias, entretanto o time parecia melhor posicionado (tenho uma teoria sobre isto, vou comentar depois) e não tomamos primeira decida para longas distâncias como vinhamos tomando normalmente.
Fomos para o intervalo da mesma maneira que fomos contra os Bengals, ganhando de 17 - 0, entretanto, no segundo tempo o ataque conseguiu manter a posse de bola, Chris Johnson conseguiu correr (correu para 130 jardas e um TD), sugando o tempo do relógio e foi isto, Hasselback só teve o trabalho de gerenciar o relógio, conseguir primeiras decidas, fim de jogo!
Volto a frisar a classe de novatos, ontem conhecemos mais um que vai ser muito bom: Colin McCarthy, o garoto estava o tempo todo em volta da bola, diferente do Ruud não fechou gaps errados, sim ele perdeu uns tackles e lançaram algumas bolas em cima dele, ele me pareceu bem mais ágil e com mais vontade de fazer as jogadas que o Ruud. Na minha visão ele conseguiu alinhar o time sem erros e com isto os LBs Whitespoon e Ayers foram bem mais efetivos. Dizem que antes do jogo ele chamou o seus pares de defesa e disse que estava preparado para o jogo e que eles podiam contar com ele. Que bom ver um bom MLB jogando com disposição e minimizando os erros da defesa, gostaria de vê-lo jogando contra um time melhor, mas ele deixou uma excelente primeira impressão. Queimei minha língua semana passada acho que temos McCarthy e Ayers como bons LBs, temos que achar mais um. Bons rookies: Casey, Klug, Ayers, McCarthy, Campbell (no time de especialistas). Locker, Harper e Claytom (foram muito bem nos jogos de pré-temporada) acho que acertamos 8 em 9, sendo que cinco já estão produzindo ...
Ainda acho que o time não é de playoffs, mas é bom ganhar. Semana que vem vai ser duro, contra os Falcons. Go Titans!!!!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Mas o que houve no vestiário???

Bem, ainda não consegui assistir ao jogo todo ... assisti os três primeiros quartos, o primeiro tempo me pareceu razoável, o jogo corrido estava finalmente funcionando, os receivers estavam tendo algum sucesso contra a secundária (bem suspeita) dos caras, alguma pressão (evidentemente, sem sacks) da linha defensiva e Cortland Finnegan jogando bem (ele tocou em diversas bolas que deveriam ser interceptadas), acho que Griffin finalmente está bem posicionado no fundo do campo e pôde fazer alguns tackles corretos, a única coisa que esteve sempre ruim no jogo (na verdade, na temporada) era o maldito Barrett Ruud (que cara ruim - incapaz de fechar o gap correto e quando o faz, se torna incapaz de fazer um tackle).
Na verdade o jogo caminhava para uma vitória tranquila, era só continuar a correr com a bola no ataque e a defesa sair de campo nas terceiras decidas para longas distâncias, ou seja, pressionar o QB (novato) e, se a secundária estivesse cobrindo os WR corretamete (o que evidentemente não aconteceu), captar os sacks e/ou interceptações.
Eu não sei o que aconteceu no vestiário, mas o time voltou outro, extremamente apático, cometendo algumas faltas idiotas, a Linha ofensiva, que tem protegido bem Hasselback e que estava bloqueando bem contra o jogo corrido, virou uma linha de areia, toda hora havia um adversário se divertindo no nosso backfield, Verner cometeu erros na cobertura que não havia cometido ano passado inteiro, na verdade o WR (novato) AJ Green deitou e rolou contra Verner e McCourty. O ataque não conseguia reter a bola (na minha opinião 40% do nosso poder ofensivo foi embora na contusão do Kenny Britt), os nossos LBs simplesmente não existem (o trabalho de scoult que foi executado com os DTs no draft deste ano deve ser feito para os LBs ano que vem), repito, não existe nenhum LB realmente bom no roster (o mesmo serve para o Strong Safety), sendo assim, o drama do ano passado continua: Terceira para qualquer distância? Screen Pass para um TE ou FB contra os nossos LB (ou SS) e é terceira decida garantida. Será que os caras, que trabalham com FA este tempo todo, não enxergam, ou não têm como corrigir os erros com o pessoal que temos???
Nossa Linha defensiva titular ontem (a que passou a maior parte dos snaps no campo) foi: Morgan, Marks, Casey e Jones. Jones não sabe, definitivamente, contornar os OTs, põe o moleque no centro da linha e deixa o cara brilhar, por que tiraram o Smith do time? Sabe quantos saques tivemos ontem? Um de quem Smith, quem jogou melhor neste departamento foi Finnegan que até o momento que eu vi já tinha chegado ao Dalton 3 ou 4 vezes.
Não, infelizmente este não é um time de playoffs e estamos a:
- 1 S (precisamos muito de um strong safety), 3 LBs (veja acima),
- 1 DE (Morgan vai ser bom, mas precisamos de um oposto a ele),
- 1 CB (Finnegan provavelmente não estará por aqui ano que vem),
- 2 WR (Britt e mais um),
- 1 TE (Mandar o Cook embora e fazer com que o Craig Stevens corra rotas e pegue as bolas, assim ele poderia ficar em campo em tempo integral, Cook é muito inconsistente),
- 1 Guards e 1 Center (o nosso interior da linha ofensiva não tem jogado bem, mas Amano não é ruim de tudo, só não pode ser o center),
É muita coisa para arrumar, e acho que estamos muito longe de ter um bom time!
Um time precisa de talento acima de tudo, e não acho que temos suficiente para irmos longe em uma temporada!
Sem playoffs este ano! Pena!
Go Titans.

domingo, 6 de novembro de 2011

Titans 17 x 24 Bengals

Eu não sei mais o que escrever aqui, sério, já vi muito time fraco do Titans, mas é a primeira vez que eu vejo a nossa equipe regredir no decorrer da temporada. Quem assistiu as últimas três derrotas precisa reconhecer, somos um dos piores times da liga. Nossa defesa não pressiona ninguém, a secundária literalmente bate cabeça e os LB estão mais perdidos que cego em tiroteio. A minha paciência com esse Barret Rudd acabou, como esse cidadão é ruim. Aposenta cara, procura outra profissão, pq MLB vc não é.
Sobre o ataque, prefiro nem comentar, um grupo de WR abaixo da crítica, uma linha ofensiva que não segura os bloqueios, não abre os buracos necessários e nunca chega ao segundo nível da defesa adversária, ou seja, eles não fazem nada no jogo corrido, como isso é possível? Alguém na franquia acredita que vamos vencer sem correr com a bola? Se não perceberam ainda, nem Tom Brady, muito menos o Drew Bress ou o Aaron Rodgers não jogam aqui. Tirando o Matt Hass, o resto do ataque merece um corretivo. O que foi aquela falta do Lavele Hawkins no último drive? E aquelas chamadas ridículas do Chris Palmer? Momento vergonha alheia.
Já disse no Orkut, resolveram chutar o Fisher, ok, o time não vinha bem, estávamos passando por momentos difíceis, mas contrate alguém com condições de ser head coach, traga um profissional que enxergue os nossos erros, que faça a equipe evoluir, e não regredir.

Hoje o sentimento foi de vergonha, não vamos brigar por nada que não seja os 50%, já estou torcendo até por derrotas, quem sabe não pegamos um lugar melhor no draft e um calendário mais fraco no ano que vem.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Passeio a "cavalo" - Titans 27 x Colts 10

Gosto sempre de citar uma frase quando o fator sorte aparece, "A sorte sorri para todo mundo, porém, você precisa sorrir de volta". Enfrentar o Colts após duas derrotas, ou melhor, duas lavadas, foi um presente do destino. Há três meses atrás seria um desastre, mas Peyton Manning continua com o seu futuro incerto e o Colts por conta disso afunda cada vez mais na temporada.
Na minha opinião, entrar me campo contra um adversários nessas condições, sem nenhuma vitória na temporada, sempre é perigoso, mas não se deve temer alguém que não venceu ainda e foi exatamente isso que o Titans fez. Não jogamos o melhor jogo do mundo, mas dominamos a partida, pontuamos nos momentos certos e afundamos ainda mais o nosso maior rival. Falando um pouco mais detalhadamente da partida, parece que alguns jogadores andaram visitando o nosso blog, mais especificamente Damien Williams e Barret Rudd. Agora, o jogo corrido preocupa, Indianapolis tem uma das piores defesas da liga, e não conseguimos absolutamente nada correndo com a bola. CJ2K até agora não entrou em campo, como um RB de 30 milhões de dólares não consegue ficar em pé? Ele já percebeu que o Jevon Ringer está ficando cada vez no campo de jogo e que a paciência da torcida já acabou. A linha ofensiva precisa jogar mais, mas como o Mike Munchak afirmou durante a semana, como tirar um titular que ajuda o time a estar entre os melhores no jogo aéreo? Situação complicada, infelizmente com esse rendimento ofensivo não vamos a lugar algum.
No próximo domingo temos o Bengals pela frente, um eterno freguês. O time deles vem de quatro vitórias consecutivas, não é um adversário fácil, mas precisamos sair com a vitória. Para vencer a divisão é necessário pressionar o Texans. Ainda acredito no título da AFC South, wild card acho muito improvável. GO TITANS!!!!!!!!!!

domingo, 23 de outubro de 2011

O que eu vou dizer lá em casa??? Titans 7 x 41 Texans

Eu não sei quantificar o quão nervoso estou agora! Não deveria escrever, mas isto talvez me acalme!
Pense comigo: o time adversário tem um bom QB e um excelente jogo corrido, os Recievers são bons também, mas, os caras, assim como nós, estão sem o melhor WR, o que fazer? Não é obvio que deixar os WR no mano a mano, colocando 8 no box e mandando um monte de blitz pode surtir grande efeito? Você tem que caçar o QB prá evitar o play action! Até eu que sou um ignorante em estratégias de football americano sei disto! Como agente cede 250000 big plays a partir de play actions prá um time sem um WR decente! Sabe quantas vezes encostamos no Matt Schaub??? 0, nenhuma, nada, nothing!!! Isto, simplesmente não existe!!! Um time não ganha nesta liga sem pressionar o QB. Nosso coordenador defensivo diz que o time tem que parar o jogo corrido e mudou a defesa em função disto, sabe prá quanto os Texans correram? 223 jardas! Se uma defesa, não consegue ir atrás do QB e nem parar o jogo corrido, é certo que ela vai tomar uma carroça de pontos: tomamos só 41!!! Que sorte!
Quanto ao ataque, nem dá prá falar pq sem Britt, simplesmente não tem ataque!!! Os caras colocam nove no box e deixam o resto no mano a mano as vezes tem 3 DB adversários prá 4 dos Receivers (isto significa 9 no box) e, adivinhem, ou vamos para o jogo corrido, obviamente sem sucesso, ou alguém dropa uma bola ou ainda pior agente consegue um grande avanço, mas alguém comete uma falta e a bola volta. Eu não consegui assistir o jogo contra os Steelers, mas não sei se este foi pior, sem dúvida é o pior jogo que eu assisto desde o pneu que tomamos dos Patriots a uns anos!
Um time tremendamente inconstante!
Prá mim colocar uns caras prá jogar e ver o que temos de fato em mãos. Tem que mudar o meio da linha ofensiva, botar a bola na mão do CJ que só correu 10 vezes, tirar o tal do Barret Ruud, (que MLB horroroso!!!!), mudar a linha defensiva pra Morgan, JJ, Casey e Ball ... os caras estão perdendo o talento do Jones como DE, não funcionou, simplesmente não funcionou e ele continua sem o nosso melhor cara de DL! Deslocar o Cook para WR de vez até que Britt volte e deixar ele em campo! Botar o Avery prá jogar, acho que ele vai ser melhor que o Williams. MUDA MUNCH!
Temos mais dois jogos em casa, e semana que vem é contra os Colts, nem sei o que esperar!
Talvez minhas palavras não façam sentido nenhum, mas pelo menos desabafei!
Forte abraço!

domingo, 9 de outubro de 2011

Steelers joga de amarelo, mas são os Titans que amarelam

Pouco antes da partida entre Titans e Steelers, pensei, se tem um dia para você derrotar esse time é hoje, os atuais representantes da AFC no último Super Bowl, entraram em campo com o seu QB baleado, Big Bem praticamente jogou com uma perna, sem titulares na linha ofensiva e sem o seu melhor jogador de defesa, James Harrison. Melhor cenário que esse, impossível de imaginar. Todo torcedor do Tennessee esperava uma baile da nossa linha defensiva, além de todos os problemas já citados, os Steelers não tinham seu RB titular Rashad Mendehall em condições de jogo, Isaac Redman seria o responsável pelos carries da equipe.
O primeiro drive do Titans foi promissor, conseguimos chegar muito perto da red zone, mas infelizmente só marcamos um Field Goal, e depois disso o que vimos foi uma surra que é proíbida em 47 estados americanos.
Mesmo jogando aos pedaços, os Steelers engoliram os Titans, nossa linha defensiva deveria se aposentar depois de hoje, foi um baile de uma ofensive line fraca e ainda contundida, de dois RBs desconhecidos e de um QB baleado. O Pittsburgh foi superior em todos os drives, a melhor defesa da NFL não entrou em campo e mais uma vez prova que os números não dizem nada. Não houve penetração, e muito menos pressão no QB, que se sentiu confortável durante toda tarde, lançando para 5 TD.
Se a linha defensiva jogou mal, me recuso a comentar o desempenho da nossa linha ofensiva. O silêncio é o melhor comentário. Espero que nessa semana de descanso, Mike Munchak e Bruce Mattews encontrem alguma resposta para o desempenho mais fraco que eu já vi de um jogo terrestre. Jogando assim, vamos aposentar o CJ2K esse ano, pq ninguém agüenta tanta porrada assim. Gaps e bloqueios, são raridade para esse grupo. Nem a volta do FB Hall representou uma mudança. Wild Card fica cada diz mais difícil, na minha opinião, só vencendo a divisão para jogarmos em janeiro.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Titans 17 x 14 Broncos

Desculpe a demora para postar, minha filhinha nasceu e eu agarrei um pouquinho aqui, mas vamos ao jogo.
Não, não foi um jogo bonito!
Os jogadores carregaram o que aconteceu no jogo passado (no qual ganhávamos facilmente e deixamos os caras virarem), violência desnecessária, brigas em campo, reclamações (por parte do Kyle Orton) com relação a jogo sujo etc, para este jogo e a coisa ficou feia.
As faltas mataram duas grandes corridas de Chris Johnson no início e o jogo corrido morreu ali. Digo a melhor jogada corrida da partida foi a partir de um snap mal feito para o punter Bred Kern que pegou a bola e correu por 21 jarda com ela (para empatar com Johnson).
Hasselbeck continua jogando bem e novamente lançou para mais de 300 jardas. Como Kenny Britt se machucou (e, infelizmente está fora da temporada) ele teve que distribuir os lançamentos. 11 jogadores diferentes receberam bolas, os destaques foram um passe de 34 jardas para Chris Johnson (que estava alinhado como WR) e uma bomba de 58 jardas para o Craig Stevens.
A defesa parou o jogo corrido dos Broncos (59 jardas) e fez as jogadas quando as mesmas tinham que ser feitas. O lance crucial foi quando os Broncos foram atrás de uma quarta para polegadas e a defesa os parou, bem na porta da Red Zone. Em seguida o ataque marchou 95 jardas para o TD. Os Broncos ainda receberam a bola, masWill Whitespoon interceptou uma bola tocada por JJ. Vale ressaltar que os rookies Jurel Casey e, principalmente, Karl Klug deram muito trabalho para a linha ofensiva dos caras estes garotos vão ser bons. Akeem Ayres esteve o tempo todo onde estava a ação, e coletou alguns bons tackles. Não gostaria de ver o Babineaux perder a vaga para o Hope, ele parece mais efetivo o que eleva o jogo do Griffin, infelizmente, a hora de Chris Hope ficar no banco já passou a algum tempo.
A defesa cometeu algumas faltas idiotas e Derrick Morgam discutiu muito com Shaun Smith em função das mesmas ao lado de campo, a coisa ficou séria e Smith não voltou para o campo depois da metade do quarto quarto.
O ataque corrido continua sendo o grande problema deste time, precisamos arrumar isto se temos pretensão de chegar a algum lugar, principalmente agora sem Kenny Britt.
Foi um jogo feio, mas ganhamos e estamos dividindo a liderança da divisão com o Texans.
Agora é encarar os Browns na casa dos caras, prá mim é jogo aberto ...
Go Titans!!!

domingo, 18 de setembro de 2011

Titans 26 x 13 Ravens

Baseado no que Titans e Ravens jogaram semana passada, nem o torcedor mais fanático acreditava nesta vitória. A verdade é que o Titans da semana passada parecia um "bando" em campo, nada foi executado corretamente e hoje, o time parecia um time e o Ravens parecia esperar uma vitória fácil, não foi!
O melhor, na minha opinião foi a defesa que pareceu outra. A linha defensiva com Morgan e Jones é totalmente diferente, e a pressão no Flacco foi imposta até o último snap (com um sack de Morgan) sem utilização de grandes esquemas de blitz. A linha ofensiva do Ravens não sabia quem dobrar quando dobravam nos flancos nos DEs, inclusive em Dave Ball, que coletou seu primeiro sack da temporada, os DTs Klug (que forçou dois fumbles e coletou um sack), Casey e Marks iam atrás do QB. Estes DTs juntamente com Clayton e Johnson controlaram o jogo corrido do Ravens e o time pode jogar basicamente contra o passe.
E finalmente podemos ver o talento dos nossos defensive backs! Você tem que ter uma linha defensiva que ponha o mínimo de pressão, para que os caras possam jogar e aí o jogo dos caras aparecem.
O corpo de LBs jogou melhor hoje, mas ainda é a pior parte da defesa.
O ataque aéreo foi muito bem Hasselback foi com a bola para onde queria lançou para 358 jardas, saiu com a roupa limpa, sem sacks, contra a defesa do Ravens??? ... É um grande feito da linha ofensiva. Exploraram o ex-Titan Cary Williams Kenny Britt recebeu para 135 jardas e Nate Washington para 99. Jared Cook fez o catch mais bonito da partida para mais de 30 jardas em cima do Eddy Reed.
O Jogo corrido precisa melhorar. Eu acho que Chris Johnson ainda não está em forma, e acho também que Javon Ringer deveria receber mais oportunidades, ele tem uma excelente visão e é um bom corredor.
O Time de especialistas precisa melhorar também. Bironas tem errado uns chutes impressionantes, ele precisa coletar alguns Touchbacks.
Mas a verdade é que vimos um time bem melhor que o da semana passada e podemos ter esperanças.
Grande jogo do time!
Agora posso dizer: Go Titans!

domingo, 11 de setembro de 2011

De quem eu sinto mais falta?????

JIM WASHBURN. Sabe quantos sacks a nossa linha defensiva conseguiu hoje???? Um com William Hayes. Sabe quantos sacks a linha defensiva treinada pelo velho Wash conseguiu??? Cinco! Isto mesmo, Cinco sacks (Dois do Jason Babin)! Espero que as voltas de Jason Jones e Derrick Morgan tragam de volta os sacks! Precisamos de dominar as linhas de Scrimmage!
Ano passado a este momento estávamos comentando o quão bom era o time ... e o ano terminou como vimos. Espero que o contrário ocorra, mas, sinceramente ...
Ainda bem que esta liga é uma liga em que uma semana pode mudar tudo!
Go Titans!

O pior Tennessee Titans que eu já vi - PARTE 2

O segundo tempo foi uma lástima ofensiva, queria perguntar para o nosso cordenador ofensivo, Chris Palmer se ele sabe o que é futebol americano, se ele sabe quem são os Titans, pq na minha opinião, ele estava chamando jogadas do Saints, do Patriots, não de uma equipe que acabou de entregar 30 milhões de dólares para o seu RB. Depois de recuperar um fumble no meio do campo, o Tenessee tenta três passes e sai do campo. Depois de um tournover não conquistamos 1 jarda. Absurdo.
No fim da partida, ainda chegamos perto da vitória, o que prova como o Jaguars é ruim, poderiam ter liquidado o jogo se corressem com a bola, mas tentaram dois passes ridículos, parando o relógio duas vezes para o Titans.
Única nota positiva foi à dupla Britt e Hasselback, praticamente os dois não treinaram e jogaram bem, na defesa só consigo elogiar o Akeem Ayers, espero nunca mais ver o LB Gerald McRath em um campo de jogo, péssimo dos péssimos, cara não sabe dar um tackle. E não poderia deixar de falar do nosso safety mutante, Michael Griffin, ele só pode acreditar que é possível atravessar corpos, pq ele preferiu tentar uma interceptação onde o receiver já havia pegado a bola que aplicar o tackle e forçar o passe incompleto, gênio. E o Mariani, nosso retornador matemático, preferiu trocar 25 jardas por 20, acabou colocando o Titans na linha de 1 jarda faltando 2 minutos.

Nunca vi um time tão mal treinado como esse, é obvio que já vi equipes piores, mas eram times fracos, o que não é o caso desse time. O que aconteceu hoje foi um total despreparo da comissão técnica, se o Jaguars fosse uma equipe decente, teria estuprado o Titans. Lembrando que o MJD ficou fora do jogo por muito tempo e o Mercedes Lewis saiu antes do final do first half.

Depois de hoje, espero uma campanha de 4-12 e olhe lá.

Go Titans!!!

O pior Tennessee Titans que eu já vi - PARTE 1

Hoje o Titans fez sua estreia na temporada 2011 da NFl, o adversário, Jacksonville Jaguars havia cortado o seu QB titular no meio da semana, com menos de 5 dias para treinar, Luke McCow, um veterano de 7 temporadas na liga, que não era titular desde 2007, jogou como Joe Montana, méritos dele? Obvio que não. E é a partir desse desempenho inesperado que eu descrevo o que foi minha tarde a frente de um PC, assistindo o pior Tenneessee Titans que eu já vi em um campo de futebol americano.
O jogo começou com um 3 and out do nosso ataque, logo em seguida, o Jaguars recebe a bola e com uma facilidade inexplicável, corre o campo todo. Em nenhum momento a defensive line rompe a linha de scrimmige, uma surra da linha ofensiva do Jaguars. Os Linebackers faziam o possível, mas era tackle errado que não acabava mais. No fim do drive, TD de 21 jardas do Maurice Jones Drew e o início de um pesadelo. O que se viu no resto do primeiro tempo foi um domínio do ataque e da defesa do time da casa. Nunca vi um ataque tão ruim com o do Titans, sem explicação nenhuma paramos de correr com a bola, Chris Johnson, melhor RB da liga, só correu 4 vezes, isso mesmo, 4 vezes. Houve drives que o Titans errou 3 passes e saiu de campo. Não chegamos perto de marcar pontos em momento nenhum nos 30 primeiros minutos do jogo.

Titans 14 x 16 Jaguars

Tudo bem estou feliz em poder ver um jogo de Futebol Americano!
Agora o Titans ... os velhos problemas estão lá, pelo menos os três mais decisivos: O ataque não consegue permanecer em campo, a defesa não consegue sair de campo e o time como um todo continua indisciplinado.
O jogo corrido não pode ser apenas do Chris Johnson, eu sei que ele apresenta um risco para os adversários cada vez que ele pega a bola, mas você tem que colocar os outros caras em campo! Nossa linha ofensiva não gerou buracos para que os RBs corressem (problema do ano passado, não corrigido).
O corpo de Linebacker é o corpo de um único membro: Akeem Ayres. Os outros ..., este tal de Barret Ruud, você trás um cara para fazer a diferença no jogo aéreo e ele toma um monte de bola nas costas dos TEs RESERVAS do Jaguars, fala sério! O Ruud 14 tackles, destes, pelo menos 10, que deveriam ser para perda, foram 7 jardas ou mais depois da linha de scrimage, MJD correu por cima do cara! Whitespoon não seria titular na grande maioria dos times da liga. Minha opinião: põe McRath e McCarthy em campo, e veja se não teremos que draftar ou conseguir outros LBs ano que vem (1º jogo, mas estamos ferrados com LBs).
A secundária é suspeita: se você olha os números pensa: putz McCourty e Hope jogaram muito, entretanto existe um motivo para que o QB adversário (que é meia bomba) lançasse somente do lado esquerdo de nossa defesa: ERA UMA AVENIDA! Resultado: terceira e qualquer coisa contra o Titans, o QB já sabia o que fazer: Lançar pro lado direito no meio do setor que deveria ser coberto por: Ruud, McCourty e Hope. Passe completo na certa!
Nunca vi tanto 3 and out na vida como vi de nosso ataque, fala sério! O nosso ataque é mais fraco que sopa de prisão!
Na moral não quero nem ver a semana que vem ... seremos surrados pelos Corvos Malditos!
Jogo para esquecer!
Se continuarmos assim não ganharemos 5 jogos este ano!
Go Titans!!!

domingo, 14 de agosto de 2011

Titans 14 x 3 Vikings

Só o fato de poder torcer para o Titans já valeu!
Normalmente os jogos de pré-temporada não importam muito, mas desta vez tinha muita coisa prá conferir: os QBs, os novatos, os esquemas de defesa e ataque (que mesmo limitados já se apresentaram diferentes) e o comportamento dos novos técnicos. Então, aí vão os meus pensamentos, lembrando que ainda é muito cedo:
1. A nova comissão técnica realmente parece saber o que está fazendo. Parece que Munchak conseguiu o que queria: Professores. Como eu vejo isto? Assistindo ao comportamento de Lavelle Hawkins, Myron Rolle e por exemplo os caras evoluíram uma quantidade e acho que tem muito as mãos dos técnicos nisto.
2. O Ataque não mudou muito, ataque corrido, lançamento no 3º down, mas as jogadas foram basicamente as mesmas da era Dinger (ninguém vai abrir o ataque na pré-temporada né véio?).
3. Defesa, um monte de visões diferentes, um monte de cinco e seis homens na linha de scrimmage, algumas blitzes, interessante muito interessante. Acho que os QBs adversários terão um pouco mais de dificuldade de ler esta defesa, o que é muito bom!
4. Matt Hasselbeck e Jake Locker estão muito a frente de Rusty Smith, Brett Ratliff. Hasselbeck jogou apenas uma série, putz e é muito bom ver um profissional capacitado botando o seu time prá jogar! A Linha ofensiva me pareceu melhor e Hasselbeck teve tempo de para fazer um lançamento, coisa que ele não tinha muito em Seattle e isto faz diferença. Locker jogou o resto do primeiro tempo e um pouco do segundo tempo e me pareceu melhor que o Hasselbeck, ainda é muito cedo, mas parece que pegamos um bom QB aqui! O garoto tem um foguete no braço, ele não acerta o alvo sempre, mas acerta muito mais do que foi ventilado na mídia (na minha opinião entra a mão do técnico novamente).
5. Os Novatos draftados foram um caso a parte, eles brilharam: Locker deixou uma excelente impressão quando falhou no snap, só para recuperar a bola e lançar uma bomba de 45 jardas entre o 8 e o 2 do também novato Yamon Figurs, TD! Akeem Ayres cortou um passe, marcou os TEs, e foi atrás do QB. Jurrell Casey Forçou um fumble. Colin McCarthi controlou a defesa no segundo tempo, sempre perto da bola, com um excelente instinto para o futebol, foi creditado com 5 tackles. Karl Klug foi o starter no lugar de Marks (machucado) e atormentou Donavan McNabb (mesmo quando tinham dois caras o marcando). Jamie Harper correu bem e marcou um TD. Zack Clayton é muito bom para um cara de 7º round, e conseguiu um sack. Tommie Campbell cortou um passe e fez 3 tackles.
Começo a ter esperanças de que este time possa ser vitorioso.
Go Titans!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

It's the Hasselbeck's team

Isto mesmo, nem de Rusty Smith e nem de Jake Locker (pelo menos este ano). Matt Hasselbeck fechou um contrato de três anos com o Titans esta manhã. Ele passou dois anos com o Green Bay e dez com o Seattle, disputando lá um Superbow. Tem sofrido com contusões e sua última temporada não foi muito boa, entretanto ele possui grande compromisso no trabalho e liderança indiscutível, isso deve ser ensinado à Jake Locker.
A pressão existente nos calouros (técnico e QB), diminui consideravelmente, por que tem-se um QB em condições e com experiência suficiente para vencer agora!
Nossa linha ofensiva pode protege-lo bem e ele contará com um grande RB em Chris Johnson, da mesma forma que aconteceu em sua campanha para o Superbow na qual ele contou com Shawn Alexander em plena forma física e uma belíssima defesa. É um bom gerente e é disto que precisamos!
Prá não ficar só nas minhas palavras: http://www.youtube.com/watch?v=p6bO9tANQcM
Go Titans!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Lista completa de Undrafteds - 2011

Dia cheio hoje, contratação de jogadores que não foram draftados, fiz alguma pesquisa (não muita) e coloquei aqui o que encontrei de vídeo dos caras. Owen Spencer (WR), Jonathan Cornel (LB), Cameron Graham (TE) e o Full Back Patrick Hill tem chance de ficar no roster (acho que dois destes 4 podem ficar, sendo um no Roster e um no Pratice squad), os demais são corpos para o Training Camp, que começa sábado! Amanhã e quinta os caras devem tentar fazer contratos com os rookies draftados pq eles só podem treinar se estiverem de contrato assinado!

LB Jonathan Cornell - Ole Mississippi -

http://www.youtube.com/watch?v=tCO9L3kFDrg

P Chad Cunningham - Tennessee -

http://www.youtube.com/watch?v=z7xUWjqPqYg

TE Cameron Graham - Louisville -

http://www.youtube.com/watch?v=5RgTD7hZLMo

G Thomas Gray - Samford -

FB Patrick Hill - Miami -

http://www.youtube.com/watch?v=SFPygGZkq6E (olhe o #30)

WR Joseph Hills - Tennessee State -

http://www.youtube.com/watch?v=5LRfSFGdTWs&feature=related


DE Julian Hartsell - Catawba

G Anquez Jackson - Alabama A&M

WR James Kirkendoll - Texas - (Veja o #11)

http://www.youtube.com/watch?v=xC8eJ3wgePg&feature=player_embedded e

http://www.youtube.com/watch?v=r5jG-QEVWOc

CB Lequan Lewis - Arizona State - (no vídeo, atuando como returner) -

http://www.youtube.com/watch?v=cRwoCohSrUs

WR OJ Murdock - Fort Hays State

WR Michael Preston - Heidelberg College

WR Owen Spencer - NC State -

http://www.youtube.com/watch?v=dN9zC96-Hcs&playnext=1&list=PLA742F617D4843883

LS John Stokes - Vanderbilt


Go Titans!


segunda-feira, 25 de julho de 2011

Trato feito! E agora Titans?

Finalmente a temporada de 2011 foi confirmada.
O Titans começará o treinamento sexta feira. Com o time indo à campo no sábado. Não haverão mais dois treinos em campo por dia, e os contatos (mesmo com pad) estão limitados (determinado pelo novo acordo).
Será um longo caminho para o time:
1. Nova comissão técnica.
2. Apresentar a nova filosofia ao time.
3. Assinar contratos com veteranos sem contrato pertencentes, atualmente ao time (Stephen Tulloch, Armad Hall, um dos DEs [Ford, Ball ou Babin], Leroy Harris etc).
4. Assinar contratos com veteranos de outros times (um QB veterano, e um jogador de interior de linha ofensiva seriam extremamente necessários, seria bom um TE, um DT, um Strong Safety e um OLB).
5. Trazer bons novatos que estão sem time (Brian Smith [OLB] e DeAndre McDaniel [S] por exemplo).
6. Arrumar o time, principalmente a defesa que estava uma bagunça!

É trampo!

Go Titans!


quinta-feira, 9 de junho de 2011

Kenny Britt quer bater o Record de Pacman Jones

E ... foi preso novamente! Acusado de resistir a prisão e engolir um cigarro de maconha para fugir do flagrante da polícia, isto um dia de ser considerado culpado em um julgamento em Nova York! Ninguém merece isto, mais um grande talento draftado no primeiro round sem condições de ficar longe dos problemas! É a sexta vez que o cara é preso depois de ser draftado pelo Titans. Assim fica difícil!
Arrego!

Um front seven Maior

Aqui uma entrevista com Jason Jones. http://espn.go.com/blog/afcsouth/post/_/id/24518/video-is-jason-jones-a-tackle-or-an-end .
Eu já havia falado sobre isto com Paul Kuharsky (PK), contra os Colts ano passado, ficamos sem rotação na posição de DE e os técnicos deslocaram JJ prá lá. Ele foi um tormento, toda hora aparecia na cara de Payton Manning e nesta ocasião eu perguntei ao PK, se não seria inteligente movê-lo para fora (DE) e com isto diminuindo a quantidade de marcação dupla que recaiu sobre ele ano passado (mesmo assim, ele conseguiu 3,5 sacks, jogando contra 600 libras aproximadamente todo o jogo).
Quando a nova comissão técnica disse que iria aumentar o front-seven, a primeira coisa que pensei foi: "JJ vai jogar de DE" e sugeri isto ao PK, ele disse que teríamos um problema no meio, não pude deixar de concordar com ele.
Quando Draftamos Akeen Ayres, Karl Klug, Jurrell Casey e Zack Clayton, alguns jogadores da DL e os LBs começaram a dizer que estavam ganhando peso para se encaixarem na filosofia dos novos técnicos.
E nesta entrevista JJ dá a entender que foi alertado pela comissão técnica que jogará grande parte dos snaps como DE.
Em 2010 a rotação de nossa linha defensiva (básica) era:
LDE - Jason Babin (255 lb), Derrick Morgan (278 lb) e William Hayes (272 lbs)
LDT - Jason Jones (276 lb), Jovan Haye (277 lb)
RDT - Tony Brown (300 lb), Sen'Derrick Marks (294 lb)
RDE - Dave Ball (255 lb), Jacob Ford (252 lb)
Tony Brown era o único acima de 300 libras e estava com o joelho muuuuuuiiiiito baleado ano passado, quando ele deixou de ser efetivo, nossa defesa simplesmente acabou!
Jacob Ford, Dave Ball e Jason Babin não tem contrato com o time e não devem retornar, Dave Ball afirmou que ganhou 10 libras, mas acho que ele tem que ganhar mais 10 (indo prá 275) prá ter alguma chance de permanecer no roster, e na minha opinião ele é o que mais tem chance dos três. Jovan Haye afirmou ter ganho 20 lbs, está perto de 300, quando ele assinou conosco tinha 318 lbs.
A saída destes DEs, o aumento de peso dos DTs atuais (vou chutar baseado no que eles já pesaram), a chegada dos Draftados e movendo JJ para DE nos deixa com uma linha bem mais pesada:

LDE - Derrick Morgan (278 lb) e William Hayes (272 lbs)
LDT - Sen'Derrick Marks (305 lb), Jovan Haye (300 lb)
RDT - Tony Brown (305 lb), Jurrell Cassey (300 lb), Zack Clayton (305 lb)
RDE - Jason Jones (276 lb), Dave Ball (270 lb), Karl Klug (275 lb)

LBs ano passado:
SLB - Gerald McRath (228 lbs)
MLB - Stephen Tulloch (240)
WLB - Will Witherspoon (240)

Não acredito que Tulloch voltará, neste caso, temos duas opções Spoon ou McRath para o meio, na minha opinião a McRath é o LB mais rápido que temos e precisamos dele no outside e ele afirmou que jogará com 235 lbs este ano, acho que os técnicos vão pedir 240, desta forma teríamos:

SLB - Akeem Ayres (254 lbs)
MLB - Will Witherspoon (240)
WLB - Gerald McRath (240 lbs)

Ganho de peso dos possíveis Starters: DL = 23 + 21 + 29 + 5 = 78 libras
LBs: = 26

Total: 104 libras
É, é um pouco maior!

Go Titans!

Finalmente alguma ação

Os jogadores ser reuniram hoje para um Minicamp não oficial na escola de segundo grau Father Ryan em Nashville, 42 jogadores compareceram, sendo 3 de outros times (inclusive Derrick Mason) e 39 Titans, inclusive Chris Johnson!
Jake Locker deixou uma boa impressão e a galera parece ter se divertido, amanhã haverá outro treino e tentarei colocar as atualizações on-line.

Go Titans

domingo, 8 de maio de 2011

Será que o cara é forte?

http://www.youtube.com/watch?v=-YjuBOsFyLY

E ele está preocupado se alcançaram o first down! auahuahauhauh!
Você tem que querer jogar prá este garoto!
Gostei do que ví!
Go Titans!

domingo, 1 de maio de 2011

Se tiver tempo e conseguir ler em inglês ...

... leia esta entrevista http://sports.yahoo.com/nfl/news?slug=ms-silver_rogue_scout_enjoys_label_042511 com um famoso ex-scout (descobridor de talentos), a matéria é grande, então, se você quiser, procure Locker, leia e depois, procure Casey ...
Fiquei muito animado com o que li ...
Go Titans!

sábado, 30 de abril de 2011

Resumo da ópera


Draftamos para solucionar os problemas de pessoal detectados com os picks:

#8 - Jake Locker (QB), na minha opinião ele pode ser bom para o time, mas vamos ter que esperar um pouco, o ideal é buscar um bom QB de fora por uns dois anos, um cara que possa ganhar jogos e ensinar como ser um profissional. Hasselbeck não deve voltar aos Seahawks e o nosso front-office é bem familiarizado com ele, seria uma excelente adição, mesmo assim foi um bom Pick.

#39 - Akeem Ayres (OLB), este cara deveria ter saído no primeiro round, mas, caiu prá gente e eu acho que ele vai fazer uma grande diferença na defesa no dia um! Ele é versátil pode cobrir, jogar contra o jogo corrido e pressionar o QB adversário. Excelente Pick!

#77 - Jurrell Casey (DT), pode jogar como #3 ou como nose tackle, se ele conseguir chegar rapidamente no nível de profissional, poderíamos jogar com diversas frentes, comento isto mais tarde. Nos filmes eu vi um monte de jogos nos quais ele foi dobrado e mesmo assim conseguia ser efetivo contra o jogo corrido. Bom pick.

#109 - Colin McCarthy (ILB), pode jogar nas três posições de LB e é um bom jogador de especial time. O entusiasmo está presente em sua entrevista com o time, ele parece não sair de campo e teve mais de 120 tackles jogando como MLB em Maiami ano passado! Bom pick.

#130 - Jamie Harper (RB), o big guy que perdemos ano passado! O problema é que este garoto não tem este talento todo, e não é tão grande quanto o que tínhamos ... ele pode ser efetivo, mas acho também que ele poderia ser pego mais tarde, o problema é que havia uma corrida para os RBs e o Front Office não queria ficar sem um grandão! Era uma necessidade, mas estou cético quanto ao garoto! Pick médio.

#142 - Karl Klug (DT), este foi de quebrar o coração, os caras não vão dizer isto nunca, mas os Packers moveram-se para o #141 e pegaram o nosso cara (o TE DJ Williams) e então, fomes de Klug ... o papo é que ele tem um grande motor e foi comparado pelos técnicos ao grande (KVB) ... não ví este jogo todo e ele é bem pequeno prá jogar como DT, se estivéssemos rodando um esquema 3-4, ok, mas 4-3 ele tem que ser DE, ele disse que se adaptaria rapidamente, e já jogou de DE, mas disse também que, de fato, ele é um DT. Pick Fraco. Não sei como ele pode melhorar o nosso time.

#175 - Byron Stingily (OT), experiência anual da linha ofensiva, despertou interesse no combine. Pick Médio.

#212 - Zach Clayton (DT), vou traduzir o que acho numa pequena conversa:
Reinfield: Rocker, por que vc está tão triste?
Rocker: Vcs não pegaram o Fairley e nem Brown, me deram apenas um DT decente, e quer que eu esteja feliz.
Reinfield: Ok ... quer que eu traga um dos seus meninos?
e foi assim que Clayton foi parar nos Titans, mas não fiquei muito triste assistindo ao vídeo do Fairley, Clayton chama alguma atenção para si e é capaz de fazer jogadas. Bom Pick.

#248 - Tommie Campbell (FS), parece ser um bom jogador com péssimos hábitos fora de campo. Rápido, com altura e peso ideais para um Safety ... Projeto! Bom pick.

No fim das contas, a única necessidade não atendida foi TE. Conseguimos alguns bons jogadores, alguns projetos e na minha opinião foi um draft sólido.

Estou muito curioso com o tipo de defesa que iremos fazer, a DL vai ficar maior, bem como o corpo de LBs, com os jogadores vindos do draft em adição com os que temos, podemos mudar facilmente de um front seven 4-3 para um front seve 3-4. Estou curioso prá ver como ele vai montar o Front sevem!

O Ataque necessita de um QB e se Matt Hasselbeck vier, estaremos prontos para voltar aos playoffs.

Estou feliz com o Draft!

Go Titans!

Últimos Picks do Draft de 2011


#172 - Byron Stingily - OT - de Louisiville (acima). Mais um jogador versátil que pode jogar de Tackle ou Guard dos dois lados da linha, embora se sinta mais a vontade na esquerda. Forte e atlético. É a nossa experiência anual de OL.


#212 - Zack Clayton - DT - Auburn (acima) - Forte, e apagado pela qualidade dos DTs na rotação (Fairley e Brown). Tive a impressão de ser um projeto que Tracy Rocker começou em Auburn e terá a chance de terminar aqui. Não encontrei vídeo dele, mas dei uma olhada neste do Nick Fairley, você tem que observar o número 98. Veja que ele é do tamanho do Fairley, está sempre perto da bola e muitas vezes tem dois caras em cima dele! Gostei do que vi.


O que vc acha?



#248 - Tommie Campbell - FS - California (PA) (Acima) - O garoto foi mandado embora de Pittsburgh por ter problemas fora do campo. Mas é grande, forte e correu as 40 jardas em 4.3 segundos.

Go Titans!



#142 - Karl Klug (DE) - Iowa

Nunca tinha ouvido falar. O garoto é de Iwoa lá, joga como DT, mas com os Titans deve jogar como DE, novamente, versatilidade.
Dizem que ele tem um grande Motor e grande liderança, não encontrei um vídeo específico dele, ele deve ser um reserva que aumentando o peso, pode servir como DE/DT.
Neste vídeo tem uma jogada dele (por volta de 1:33 - 1:35)


Go Titans!

#130 - Jamie Harper (RB) - Clemson

Não parece, mas a filosofia aqui, como nos demais picks, é: "Atenda uma necessidade" ... nós "dropamos" a bola ano passado deixando LeGarrett Blount partir para os Bucs, e precisamos de um big guy que seja uma mudança de ambiente em relação ao CJ.
Não me entenda mal, eu gosto do Jevon Ringer, só que ele é parecido com CJ e ae, é melhor colocar CJ em campo ...
Este garoto, em 3 temporadas em Clemson, correu para 1311 com 12 TDs e recebeu para 398 e 3 TDs.


Gostei do Pick.

Go Titans

#109 - Colin McCarthy (ILB) - Miami

Precisávamos dois LBs (no mínimo) ... com McCarthy temos o necessário ILB ...
Parece que o sistema que o Titans vai rodar é um Hibrido (4-3 e 3-4) um monte de jogadores que podem jogar em duas posições na defesa. McCarthy pode jogar nas Três posições e é bom no time de especialistas ... é o primeiro pick que me deixa em dúvida!


O que você acha?

Go Titans!

sexta-feira, 29 de abril de 2011

#77 - Jurrell Casey (DT) - USC

Quando o processo começou, antes de saber que atletas participariam do Draft, eu pesquisei uns DTs e realmente achei naquele tempo que Casey seria uma grande pedida para trabalhar com Washburn, líder, explosivo, com um bom trabalho de braço etc ...
Mas quando a análise dos especialistas veio, eu me esqueci completamente deste garoto:
Assista os vídeos e diga o que você acha:


Particularmente, eu gostei deste pick! Supre uma necessidade com um cara que tem experiência contra competição de alto nível! Ele precisa ser trabalhado e deve levar algum tempo para jogar, acho que é um projeto e pode vir a ser um grande jogador, mas ...

Go Titans!

#39 - Akeem Ayres (OLB) - UCLA

Se alguém me informasse que Akeem Ayres estaria presente por neste pick, eu não acreditaria, alguns especialistas diziam que ele iria sair do meio pro fim do primeiro round.
Bem, acho que ele é mais adequado a um front seven 3-4, mas os especialistas dizem que ele pode se adaptar ao Strong Side LB (embora, que eu me lembre, ele joga mais no weak side).
Não é muito veloz, mas é grande e produtivo ...
Bom pick!

Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=J36hhdBm9QU

Go Titans!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

#8 - Jake Locker (QB) - Washington

Bem, pelo menos não teremos que trocar as camisas, só os retângulos que contem o nome!
Locker é um bom pick na minha opinião! É um Reach? Sim, mas não esqueçamos que ano passado ela cotado para ser o #1. Sem dúvida ele é um Reach ...
Mas precisamos de uma nova cara para o time e isto significa, trazer um novo QB!

Sei lá ... acho que pode funcionar, vamos ver ... Ah, o vídeo!

http://www.youtube.com/watch?v=GZchE4x7zlE

Go Titans!

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Predizendo o Draft de 2011

Este é o pick mais alto desde 2006, quando draftamos Vince Young e LenDale White (deixando Jay Cutler e MJD na mesa) ... com os picks 8 e 39 deveríamos encontrar bons jogadores, entretanto, nossa necessidade por QBs pode fazer com que peguemos um jogador que não está pronto para jogar, e o que você quer no pick #8 é um cara que possa fazer diferença no dia 1.
O único QB que vejo em condições disto é Ryan Mallett, que tem jogado em um ataque igual ao da NFL (que pega os snaps do centro e não do shotgun, que exige leitura etc) e ele possui um péssimo histórico fora de campo!
Tanto Cam Newton, quanto Blaine Gabbert podem ser bons na NFL, mas não estarão disponíveis no pick #8, dos demais eu gosto de Jake Locker (que possui problemas de precisão) e Christian Ponder (que se machuca muito), não gastaria um pick #8 com estes dois, eles podem ir no fim do primeiro round ou início do segundo.
Minha experiência com o nosso GM diz que iremos fazer um Reach (pegar um jogador muito antes do que ele deveria ser pego). Em 2008 não pegamos um WR e então houve uma corrida no início do segundo round e quando chegou o nosso pick, não havia mais nenhum bom WR para pegarmos! Em 2009 fizemos um reach no Sen'Derrick Marks em 2010, em Rennier Curran, Alterraun Verner e Rusty Smith. Tenho a impressão que isto acontecerá novamente aqui! Se não pegarmos o nosso QB no primeiro round, Redskins, Jaguars, Vikings, Dolphins, SeaHawks, Bengals e 49's pegarão antes do nosso segundo pick e devem estão atrás de um QB ... muito risco!
Precisamos de jogadores de Defesa, Von Miller (OLB) e Marcell Dareus (DT) seriam os ideais para nós, entretanto, eles não estarão disponíveis e sobram os DEs (vários bons, plug and play) um dos WR, Jones ou Green devem sobrar e o que a grande maioria dos caras estão dizendo que pegaremos: Nick Fairley (DT).
Fairley foi dominante contra Oregon na final do NCAA, mas os especialistas acham que ele fica muito tempo fora de campo! Seria um bom pick, principalmente por que o antigo técnico dele é o nosso atual técnico da linha defensiva ...
Em fim ... teremos 9 picks, com uma nova comissão técnica, acho que deveríamos fazer um trade down para o top 20, pegar mais uns dois picks (um no segundo e um no quarto round) e Pegar então um dos QBs Mallett, Locker, Ponder ou Dalton. Abaixo apresento o meu Mock, não considerando os possíveis Trades.

#8 - Nick Fairley - DT - http://www.youtube.com/watch?v=WQnHuoot5cs&feature=related
#39 - Martez Wilson - LB (Eu não acredito que os QBs estarão lá - deveríamos fazer um trade up aqui para o 33 com os Patriots) - http://www.youtube.com/watch?v=SHEqRiHAIV0
#77 - Ricky Stanzi - QB - Assistindo aos vídeos, não existem muitas diferenças entre ele, Ponder, Locker ou Dalton ... http://www.youtube.com/watch?v=NiUKYaHGlzE
#109 - Pernell McPhee - DE - http://www.youtube.com/watch?v=cu3a3ddcRzM&feature=related - Acho que os titulares serão William Hayes e Derrick Morgan, precisamos de outro cara grande na rotação ...
#130 - D.J. Williams - TE - http://www.youtube.com/watch?v=BJZEyPCxAzM&feature=related o garoto pode receber e pode bloquear, só é pequeno, mas parece muito bom!
#142 - Nate Irving - LB - http://www.youtube.com/watch?v=otgKKqUcWhU - Eu sei que os Técnicos estão interessados neste cara!
#175 - Joe Lefeged - S - http://www.youtube.com/watch?v=5oPduda69Yw - Velocidade é a palavra aqui!! http://www.youtube.com/watch?v=dNV2lVxI6-s&feature=related
#212 - Allen Bradford - RB - http://www.youtube.com/watch?v=12KlrbyFYXM Big Guy, não é o Blount, mas é grande e pode correr!
#251 - Kris Durhan - WR - http://www.youtube.com/watch?v=Jphhv_vzEfc&feature=fvwrel veja as rotas deste garoto!

Existe a possibilidade de um dos QBs estar lá no segundo Round (acho pequena, mas tem muita gente sinalizando isto), se ocorrer eu mudaria os picks #39 e #77:

#39 - Ryan Mallett - QB - http://www.youtube.com/watch?v=KdagmnnKUx0 ou
#39 - Christian Ponder - QB - http://www.youtube.com/watch?v=V7hmbuXns7Q ou
#39 - Andy Dalton - QB - http://www.youtube.com/watch?v=Fj-4131UbFg&feature=related e
#77 - Mason Foster - LB - http://www.youtube.com/watch?v=BpN1QJADJKg

Finalmente, se formos idiotas o suficiente para fazermos o Reach e pegarmos Locker ou Mallett no primeiro round, então eu pegaria:

#8 - Jake Locker - QB - http://www.youtube.com/watch?v=_PbienS_enY&feature=fvwrel
#39 - Stephen Paea - DT - http://www.youtube.com/watch?v=Ky_zxdQ75Lw ou
#39 - Marvin Austin - DT - http://www.youtube.com/watch?v=VTEfRNfqaF8
#77 - Mason Foster - LB

Ok, esta é a minha opinião sobre o Draft que quinta, sexta e sábado na próxima semana (de 28 a 30), vamos ver o que acontece e se conseguimos pegar bons jogadores que nos ajudem a resolver os milhares de problemas que temos no time!
Deixem as suas opiniões!
Forte Abraço!
Go Titans

terça-feira, 19 de abril de 2011

Agenda do campeonato de 2011 (Se houver)

Nenhum jogo a ser televisionado para o Brasil!

11/09 - Jaguars (fora)
18/09 - Ravens (casa)
25/09 - Broncos (casa)
02/10 - Browns (fora)
09/10 - Steelers (fora)
16/10 - BYE
23/10 - Texans (casa)
30/10 - Colts (casa)
06/11 - Bengals (casa)
13/11 - Panthers (fora)
20/11 - Falcons (fora)
27/11 - Buccanners (casa)
04/12 - Bills (fora)
11/12 - Saints (casa)
18/12 - Colts (fora)
24/12 - Jaguars (casa)
01/01 - Texans (fora)

Go Titans

Melhor é não desejar ... você pode ser atendido!

A ocasião era o Draft de 2006! Estávamos atrás de um QB, os caras tinham mandado o sujeito que me fez gostar de football americano embora, Steve McNair (RIP), a poucos meses eu tinha visto o melhor jogo de futebol americano que eu me lembro, Texas University x USC, e o QB simplesmente acabou com o jogo, lançando a bola para 250 jardas e correndo para mais 200.
Mas o garoto era de Austin Texas e o nosso rival Houston Texans tinham a primeira escolha, nós só tínhamos a terceira. Na minha cabeça eram "favas contadas" os caras pegariam aquele neguinho liso, grande atleta, que comandou uma grande virada naquele janeiro ... mas eu desejava que de alguma forma ele ficasse invisível e nós teríamos o segundo Steve McNair, e não ficaríamos tão "viúvos".
Meu desejo foi realizado e embora Vince Young seja muito atlético, não chega aos pés na inteligência para o jogos e nem na capacidade de liderança que existiam em Air McNair. Resultado: em 2011 o time anuncia que não vai renovar o contrato de Vince Young!
Novamente assisti a um bom jogo neste janeiro: Arkansas University x Ohio State University e vi um cara totalmente oposto ao Vince Young, um PPP ("pure pocke passer") e naquele dia desejei: "Putz agente podia pegar este cara!". Seu nome Ryan Mallet, do tamanho do Big Ben, o melhor passador do Draft, mas com muitos problemas extra-campo. O problema é que quando eu vejo os vídeos dele comparado com os demais QBs do Draft ... o acho perfeito para os Titans, por que, na verdade o ataque está pronto, só precisamos de um QB que consiga arremessar a bola prá tirar a pressão do Chris Johnson, nossa linha pode ganhar este tempo e nossos recebedores são mais capacitados do que os presentes em 2006.
Neste draft ele é o melhor arremessador, mas tem uma galera dos EUA dizendo: ele não vale o pick #8 ... mas eu realmente não sei! Fazer um reach sempre sai caro, mas neste caso temos muitos times precisamos de QB e uma corrida deve começar no pick #12, ou seja se o Titans não pegou o seu QB, provavelmente não pegará mais ou então terá que entregar um 1st round de 2012 ... melhor pegar logo o seu e iniciar uma corrida aos QBs no pick #8 ...
Acho melhor não querer tanto um QB no time, pq na última vez não deu muito certo!

PS.: Hoje sai a tabela de jogos para a temporada!

Go Titans!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Nova Comissão Técnica do Titans

Mike Munchak - Técnico Principal
Chris Palmer - Coodenador Ofensivo
Jerry Gray - Coodenador Defensivo
Dave McGinnis - Técnico Assistente Senior
Steve Watterson - Assistente do Técnico Principal / Preparador Físico
Frank Bush - Linebackers
Dowell Loggains - Quarterbacks / Jogo Aéreo
Alan Lowry - Time de Especialistas
Bruce Matthews - Linha Ofensiva
Chet Parlavecchio - Assistente do time de especialistas
Dave Ragone - Wide receivers
Marcus Robertson - Secundária
Tracy Rocker - Linha Defensiva
Jim Skipper - Runningbacks
Artur Smith - Assitente defensivo / Controle de qualidade
Art Valero - Assistente da Linha Ofensiva
John Zernhelt - Tight Ends

É um monte de gente prá treinar um time ... espero que dê certo!
Go Titans!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Munchak é o novo Técnico!!!

A duas semanas, Jeff Fisher e o Titans entraram em um acordo ... Fisher estava fora, a partir deste instante, a procura começou, cinco técnicos foram convidados para a entrevista: Mike Munchak, Mike Heimerdinger, Mike Mularkey, Perry Fewell e Gregg Williams (que decidiu por não aceitar o convite)! Hoje foi anunciado que Munchak será o novo Técnico!
Munchak foi técnico linha ofensiva por 14 anos, jogou 159 jogos pelos Oilers e está no Hall da Fama!
Bud Adams faz uma besteira sempre que toma decisões nas quais não deveria se meter e prá mim é o caso aqui! Munchak é uma chamada do chefe e foi assim que aconteceu com Vince Young e a coisa parece ir para o mesmo caminho aqui! Perdemos 5 anos com Young ...
Estou cético, por que Munchak não era um coordenador, mas ele pode desenvolver um bom trabalho a frente do time! Era uma solução viável, financeiramente falando, visto que grande parte dos técnicos atuais permanecerão no staff, eu gostaria de um giro de 180º com Mularkey ou com Fewell!
Vamos ver o que acontece daqui prá frente!
Go Titans!

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Fisher está fora!

Jeff Fisher está fora!
Não é mais técnico dos Titans! Depois de 16 temporadas com o time, ele deixou o time hoje!
Go Titans!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

A era Vince Young (parte 03)

Em 2008 Vince Young era um nevoeiro de desconfianças. Mais uma vez ele chegava à temporada regular como o QB titular, mas como de costume sem grandes armas ao seu lado. A linha ofensiva já havia atingido a maturidade necessária para brilhar e Lendale White era um RB seguro, mas o grupo de receptores era fraco, um dos piores da liga. No draft, Tennessee pela segunda vez consecutiva escolhe o jogador mais rápido do recrutamento, o RB Chris Johnson. Ao contrário do Chris Henry, CJ prometia muito e jogando ao lado do titular Lendale White, a dupla poderia aterrorizar a liga.
Logo no primeiro jogo do ano contra o Jaguars uma contusão no joelho afasta Vince Young por oito semanas. No seu lugar, Kerry Collins entra em campo e leva ao Titans a 9 vitórias consecutivas, o título da divisão e a melhor campanha da AFC. No banco, desmotivado e desinteressado, Vince Young mostra toda a sua imaturidade. Na segunda rodada ele some, sua mãe aflita liga para Jeff Fisher que é obrigado a relatar o caso a polícia. Um ano antes, o QB havia dito aos repórteres que ele pensou em se aposentar após o seu ano de calouro, tamanho a pressão que ele sofria. Acredito que foi nesse momento que o Jeff Fisher passou a desconfiar da real capacidade do QB levar o time a vitórias. Dentro de campo Vince Young era guerreiro, ativo, mas fora parecia uma criança mimada, que sentia falta da bajulação que ele tinha no Texas.
Já classificado e sem nenhum motivo para colocar os titulares em campo, na última rodada Vince Young teve oportunidade de jogar contra os Colts em Indianápolis. Jogando ao lado dos reservas, ele não conseguiu produzir nada e mostrou pouca ou nenhuma vontade.
Sendo titular em apenas uma partida e sabendo que em 2009 seria reserva, a próxima temporada era a mias difícil para Vince Young.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Seria o começo do fim?

Os Eagles acabam de adquirir Jim Washburn, que estava com 12 anos com os Titans, talvez o melhor técnico de linha defensiva da NFL!
Como Jeff Fisher vai conseguir um novo cara que chegue perto da qualidade do Wash com apenas um ano de contrato para oferecer?
Duvido muito que Haynesworth, 24 sacks com Washburn e que estava fazendo lob prá voltar a Tennessee, retorne prá lá agora!
David Ball (11,5 sacks em três anos com Washburn), Jacob Ford (15,5 sacks em três anos) e Jason Babin (12,5 sacks este ano), estão sem contrato e, provavelmente, não voltarão aos Titans!
Esta foi uma grande perda ... e ainda vai ter mais, por que, entre os técnicos, apenas Jeff Fisher e o OC tem contrato este ano com os Titans, o serviço lá é instável pq o dono do time já disse que se Fisher não vencer este ano ele está na rua e Fisher é o responsável por contratar os Técnicos, dificilmente alguém bom de verdade vai prá Tennessee numa situação destas e quem puder vai ralar, como aconteceu hoje!!!
Jeff Fisher está numa enrascada! E nós vamos sofrer este ano, se houver temporada!
De qualquer maneira é um dia triste!
Seria o início do fim de Jeff Fisher nos Titans?
OREMOS!
Go Titans!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A era Vince Young (parte 02)

Quando a temporada 2007 começou, a torcida do Titans estava eufórica e muito confiante com o desempenho do seu QB titular. Após vencer o prêmio de calouro do ano, era impossível não estar confiante com o que Vince Young poderia fazer dentro do campo. A diretoria do Titans parecia compartilhar dessa expectativa, já que na off season deixou o ataque se enfraquecer. O RB Travis Henry foi para o Broncos, o WR Drew Bennett para o Rams e no draft nenhum WR nas principais escolhas. A diretoria preferiu Michael Griffin, safety da Universidade do Texas. A escolha foi acertada, Tennessee tinha uma secundária fraca e precisava de reforços. Sem grandes talentos ao seu lado, Vince Young iniciou a temporada como o principal nome do ataque, determinado a levar o time à pós-temporada depois de três anos.
Na primeira semana, uma boa vitória contra o Jaguars, adversário direto na briga pelo título da divisão. Na rodada seguinte o Titans estreava no LP Field contra o seu principal rival, o Indianápolis Colts. A partida foi dura, Tennessee jogou muito bem e as surras do Colts pareciam ter tido fim. No final o jogo o time de Peyton Manning saiu de campo com a vitória, mas por apenas dois pontos de vantagem. A segunda-feira seguinte guardava grandes emoções. O Tennessee estava de volta ao horário nobre da televisão americana e viajava a New Orlean para enfrentar os Saints no Monday Nigth Football. Com grande atuação da defesa, principalmente do LB Keith Bulluck, o Tennesse passeou em campo e chegou a bye week com duas vitórias e uma derrota.
Após a semana de descanso, o próximo adversário era o Atlanta Falcons, sem o astro Michael Vick, preso antes da temporada. Mesmo enfrentando um adversário fraco o jogo foi equilibrado, motivo de muita preocupação para a torcida. O setor ofensivo não estava produzindo como o esperado, principalmente Vince Young. Lendale White liderava o ataque terrestre, mas o mesmo não era tão eficiente como antes. O veterano Chris Brown não apresentava grandes resultados e o calouro Chris Henry estava sempre inativo. Na semana seguinte contra o Tampa Bay na Florida veio à segunda derrota da temporada. Mais uma vez o ataque se mostrou anêmico e Vince Young acabou saindo contundido no fim da partida. Coube ao veterano Kerry Collins liderar o Titans, mas no final do jogo o experiente Jeff Garcia conseguiu posicionar o Bucs para o field goal da vitória. Novamente sem Vince Young, o Titans conseguiu derrotar o Texans em Houston, com direito a um show de Rob Bironas. O kicker bateu o recorde de field gols convertidos em uma única partida. Foram 8 ao total, prova da ineficiência do nosso ataque, principalmente na red zone.
Com Vince Young de volta, o Titans conseguiu mais duas vitórias consecutivas, contra Raiders e Panthers. Apesar dos triunfos, o QB não vinha jogando nada bem. O que se via era interceptações atrás de interceptações. A tão sonhada evolução do QB parecia estar indo por água abaixo. Depois de perder para o Jaguars em casa, o Tennessee voltava ao Monday Nigth Football, agora contra o Broncos em Denver. Jogando sem o seu principal jogador de defesa, Albert Haynesworth, o Titans não conseguiu segurar o ataque adversário. Sem BigAl foram três derrotas consecutivas e se discutia o real valor do time.
Com o seu grande jogador de defesa voltando a ativa, o Titans conseguiu superar o Texans mais uma vez e continuava vivo na briga por uma vaga na pós-temporada. No próximo domingo o jogo era decisivo. Tennessee recebia o San Diego Charges e o como sempre foi disputado. Depois de abrir 17 x 3 o Titans permitiu o empate do Charges e acabou sendo derrotado na prorrogação. Com a derrota, a equipe não dependia mais dos seus esforços para chegar aos playoffs. Era preciso uma derrota do Browns e ela veio. Bastava ao Titans derrotar Chiefs, Jets e Colts. As vitórias vieram, na última rodada Indianápolis entrou com time reserva e mesmo assim Tennessee encontrou muitas dificuldades para derrotar o seu rival.
Com um desempenho medíocre, muito abaixo do esperado, Vince Young conduzia o Titans à pós-temporada depois de três anos. O adversário seria o Charges em San Diego. Após terminar o primeiro tempo na frente, Tennessee não conseguiu segurar os Charges na etapa final. O ataque como em toda temporada foi ineficiente, produzindo apenas seis pontos. Após a derrota, Vince Young saia de sua segunda temporada na liga com 10 vitórias e 5 derrotas, números que escondem o verdadeiro desempenho do QB dentro do campo. Apesar de não contar com grandes talentos ao seu lado, tal performance é inaceitável.
Ao final do ano, Jeff Fisher anunciou que Norm Chow não seria mais o coordenador de ataque, no seu lugar, teríamos a volta do Mike Heimendinger. Esperança renovada ou mais desconfiança????

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

A era Vince Young (parte 01)

Recrutado em 2006, Vince Young chegou no Tennessee com status de fenômeno, o QB da Universidade do Texas havia chocado o mundo quatro meses antes no Rose Bowl. Jogador mais valioso daquela final, para muitos o melhor jogo da história, o jovem subiu nos scouts e levou sua universidade ao título universitário depois de uma seca de 46 anos. Após a magistral atuação, ele desbancou os favoritos, Matt Leinart e Jay Cutler e foi o primeiro QB a ser escolhido no draft.
Dizem as más línguas que Jeff Fisher e o antigo General Manager do Titans, Floyd Reese, preferiam Cutler, jogador de Vanderbilt, universidade localizada em Nashville. Porém o pedido veio de cima, Bud Adams queria Vince Young. O dono do time acreditava que o camisa 10 dos Longhorns poderia substituir o maior jogador da franquia, Steve Mcnair. A ordem foi acatada e na terceira escolha do draft universitário de 2006, o Tennessee Titans escolheu Vince Young, QB da Universidade do Texas.
Ciente que Vince Young estava cru para NFL, Jeff Fisher anunciou que Billy Volek seria o QB titular do Titans na temporada regular. Depois de péssimas atuações na pré-temporada, o eterno reserva de Steve Mcnair foi trocado com o Charges e restou ao Titans contratar o veterano Kerry Collins. Com apenas uma semana na equipe, Collins foi o titular do Titans nas quatro primeiras partidas da temporada. Após derrotas e inúmeras interceptações, Fisher decidiu que o calouro Vince Young seria o titular no duelo seguinte contra o Cowboys. Como esperado, o quaterback enfrentou inúmeras dificuldades, e a derrota foi inevitável. Para sua sorte, Albert Haynesworth roubou a cena depois de pisar na cabeça do center do Cowboys, André Guroude. O DT foi expulso e suspenso pela NFL. Na partida seguinte outra derrota, agora para o rival Indianápolis Colts. Apesar do infortúnio, Vince Young se saiu muito bem e o Titans foi derrotado por apenas 1 ponto. Na semana seguinte, veio à primeira vitória e fora de casa. O Tennessee derrotou o Washington Redskins por 25x22, com grande atuação do RB Travis Henry, que correu para 172 jardas. No fim da partida o Titans chegava a bye week com 1 vitória e 5 derrotas.
Depois da semana de descanso, outra vitória e a primeira do ano jogando no LP Field. A vítima da vez foi o Houston Texans, rival de divisão que deixou Vince Young passar no draft, preferindo o DE Mario Williams. Na próxima partida, em Jacksonville o Titans não foi páreo para os Jaguas e time saiu de campo com 37 pontos na sua conta. O domingo seguinte guardava grandes emoções. O duelo era contra Baltimore Ravens, antigo rival de divisão, mas o que chamava à atenção não era a rivalidade e sim o QB adversário. O jogo marcava a volta de Steve McNair ao LP Field, após o ídolo da franquia ser cortado na off season. O camisa 9 acabou migrando para o antigo rival, como Derrick Mason e Samari Rolle haviam feito. A partida foi equilibrada e Vince Young conseguiu fazer frente ao seu maior ídolo. Após a derrota, o time engrenou e conseguiu vencer as seis partidas seguintes, chegando à última rodada com condições de brigar por uma vaga nos playoffs.
InVINCEble
Dentre as seis vitórias consecutivas é impossível não lembrar dos triunfos contra New York Giants e Houston Texans. O Tennessee não tinha um grande time, a defesa era fraca, com uma secundaria limitadíssima. O ataque não dispunha de grandes recebedores e a linha ofensiva era muito inexperiente. Vince Young estava praticamente sozinho, ao seu lado apenas Travis Henry e Drew Bennett, dois experientes atletas que já haviam mostrado o seu valor na liga, mas não eram TOP nas suas posições.
O jogo contra o New York Giants é épico, heróico, marcante e inesquecível. Após abrir 21 x 0, o time visitante parecia que ia golear o Titans. A defesa do Tennessee apareceu e conseguiu estancar a sangria, mas o ataque continuava anêmico, incapaz de pontuar nos três primeiros quartos. No último período, Vince Young entrou em campo determinado a virar aquela partida. Contando com ajuda defensiva do Pac Man Jones, o ataque do Titans foi soberano e marcou 24 pontos em menos de 15 minutos, um recorde da franquia. Após aquela vitória, ficou provado que o Titans não tinha o melhor QB da liga, mas dispunha de um jogador incansável, capaz de virar qualquer partida. Após chocar a NFL contra o Giants, Vince Young viajou para Houston, sua terra Natal. Após ceder o empate ir para a prorrogação, o Titans recebe faltando pouco menos de 6 minutos. Era uma 3º para 13, o time precisava de poucas jardas para chutar o field goal da vitória. Pressionado pela defesa texana, Vince Young conseguiu achar uma brecha e correu para 37 jardas, marcando o touchdown da vitória. A torcida, perplexa com o que via não teve outra reação a não ser aplaudir de pé o filho que ela havia negado meses antes. Além das duas vitórias, Vince Young ainda conseguiu virar o jogo contra o Buffalo Bills e derrotou o Colts, algoz do Titans nas últimas três temporadas.
Com todos os resultados lhe favorecendo, na última rodada bastava ao Titans derrotar o New England Patriots. Mesmo jogando nos seus domínios, o ataque do Tennessee não foi páreo para a defesa adversária e viu o sonho da pós-temporada ficar para o ano seguinte. Com um record de 8 vitórias e 4 derrotas, Vince Young saiu de campo com a cabeça erguida, e conquistou o prêmio de calouro do ano, o que alimentava ainda mais as esperanças em relação ao seu jogo.